Aguarde...

cotidiano

Com 11 mortes, Araraquara tem a menor letalidade do Estado

A relação entre os óbitos e os 919 contaminados na cidade desde o início da pandemia é pouco mais de 1%; menor taxa do Estado

| ACidadeON/Araraquara

Vilma Bernadete Barreira, de 53 anos, foi uma das primeiras pacientes internadas em UTI que se curou da covid-19 (Foto: Arquivo)
 
Com quase mil casos positivos de coronavírus desde o início da pandemia e 11 mortes confirmadas, Araraquara tem o menor índice de letalidade do Estado de São Paulo, de acordo com números do secretaria estadual de Saúde. Na cidade, os óbitos representam apenas 1,1% dos infectados.  

Se comparado com município da região e de mesmo porte, Araraquara é a cidade que tem menos mortes. O percentual, inclusive, é menor que o da Capital. 

Em São Carlos, a letalidade é de 2,4%; Rio Claro, 5,1% e Presidente Prudente; 2,9%.  

Em cidades maiores como Ribeirão Preto, o índice de morte é 3,6%; em Franca, 3,7% e Bauru, 2,0%. 

Entre as cidades menores, os destaques são Jaboticabal, com 80 casos e seis mortes, ou seja, 7,5% dos infectados, Matão com 2,6%, e Ibitinga com 3,2%. 

Segundo a última atualização da secretaria estadual de Saúde, a Capital tem uma taxa de letalidade de 5,6%, com mais de 124 mil casos e 7 mil mortes. 

TESTAGEM E INTERNAÇÕES
"Os números são resultado da testagem quase que maciça que estamos fazendo em todas as pessoas com qualquer sintoma de síndrome gripal e com isso conseguimos monitorar melhor cada caso. Também estamos testando os grupos de risco e esse é a nossa grande diferença", afirma a secretária municipal de Saúde, Eliana Honain. 

A internação precoce de pessoas com mais de 45 anos, que está em vigor desde a semana passada, também é vista como uma das formas de evitar que haja complicação. "Ter a pessoa internada por prevenção nos dá a capacidade de ter um controle melhor sobre o estado de saúde do paciente", diz Honain. 

O prefeito Edinho Silva (PT) também comentou a taxa a baixa taxa de letalidade em Araraquara. "É resultado de um trabalho que começamos logo quando a pandemia chegou ao Brasil. Estamos testando mais e também levantamos uma estrutura, com hospital de campanha, em cinco meses, para atender os doentes", reforça. 

ORIENTAÇÃO 
Atualmente, em Araraquara a orientação é que as pessoas com síndromes gripais procure a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila Xavier, para testar pra covid-19. Casos mais graves apresentam tosse e falta de ar. 


Mais do ACidade ON