Aguarde...

cotidiano

Polo de Triagem da Vila Xavier atendeu quase 12 mil pessoas

Balanço da Secretaria Municipal da Saúde revela ainda que 157 pacientes foram internados no Hospital da Solidariedade

| ACidadeON/Araraquara


UPA Vila Xavier será referência no atendimento de suspeitas da covid-19
 

Transformada em unidade referência no atendimento a pacientes com síndromes gripais, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou Polo de Triagem da Vila Xavier contabiliza quase 12 mil atendimentos, desde o início da pandemia do novo coronavírus. O balanço é da Prefeitura de Araraquara que apresenta números desde a primeira quinzena de abril, quando a unidade começou a receber pacientes com sintomas da covid-19. 


O balanço, feito pela secretaria da Saúde, aponta também que 121 pessoas ficaram em observação no Polo de Triagem, cuja estrutura montada engloba a UPA da Vila Xavier, com nove leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e mais as instalações da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, espaço religioso que fica em frente à UPA, que recebeu 19 leitos de retaguarda e comunicação direta com a unidade de saúde por meio de um túnel coberto, cortando a Rua José do Patrocínio. 

Além disso, o balanço indica que 157 pacientes já foram internados no hospital de campanha, referência no atendimento da covid-19, que começou a funcionar no Jardim Ártico na primeira quinzena de maio. O hospital oferece 20 leitos de UTI e 31 leitos de enfermaria.

"E o Hospital da Solidariedade tem atendido também pacientes de Covid-19 da região de Araraquara. E o polo de triagem instalado na UPA da Vila Xavier já se tornou referência para a população, que procura atendimento já nos primeiros sintomas da doença, conforme temos orientado. Eles são parte de uma estrutura planejada para que não falte assistência médica aos suspeitos ou aos positivados para Coronavírus no nosso município", avalia Eliana Honain, secretária municipal da Saúde.

Estrutura que teve início junto com a pandemia da covid-19 em Araraquara, em março, quando a Prefeitura criou também o Disque-Saúde. Através do 0800-771-7723 foram atendidas 3.164 pessoas. Elas tiraram suas dúvidas sobre os sintomas da doença e receberam orientações de profissionais da saúde.

Outro dado relevante do balanço da secretaria da Saúde é o atendimento residencial de pacientes acima de 65 anos, para evitar que esse grupo de risco tenha que se deslocar para procurar assistência médica. No total, foram 247 atendimentos.

"Os idosos acima de 60 anos estão no grupo de risco do Coronavírus, são maioria nos casos de letalidade e, por isso, e devem permanecer protegidos. Temos reforçado a importância deste grupo permanecer atento, em isolamento social", destaca.

AMPLA TESTAGEM
Araraquara continua com ampla testagem do novo coronavírus, de acordo com balanço atualizado da Saúde. Até dia 27 de julho, haviam sido realizados 7.772 exames coletados em pacientes com sintomas da doença pelo método RT-PCR, em parceria com a Unesp (Universidade Estadual Paulista) e mais 7.744 testes rápidos feitos junto com a Universidade de Araraquara (Uniara) para detectar a quantidade de pessoas que já desenvolveram anticorpos contra o coronavírus. 

No total, são 15.516 exames, ou seja, 6.572 para cada 100 mil habitantes - a cidade tem estimativa populacional de 236.072 pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  

Segundo o Worldometers, site de estatísticas em tempo real, o Brasil fez 12.601.096 testes, em média de 5.925 para cada 100 mil habitantes (menos da metade de Araraquara).

"A ampla testagem é fundamental para a internação preventiva e para o real diagnóstico da pandemia. Dessa forma, é possível já internar o paciente preventivamente e deixar os familiares e comunicantes em observação e monitoramento, reduzindo a transmissão da doença. Também é possível saber a real situação epidemiológica do município", finaliza a secretária municipal da Saúde.

Mais do ACidade ON