Aguarde...

cotidiano

Decreto amplia horário, mas traz regras rígidas ao comércio

Novas medidas serão publicadas no Diário Oficial da Prefeitura e passam a valer nesta quarta-feira (5)

| ACidadeON/Araraquara

Flexibilização do comércio em Araraquara terá uso obrigatório do termômetro (Foto: Amanda Rocha/ACidadeON)
 

O decreto municipal que amplia a quarentena por causa do novo coronavírus em Araraquara até 19 de agosto traz ampliação no horário de funcionamento de comércio e serviços por seis horárias diárias - das 10 às 16 horas, de segunda a sábado - e protocolos mais rígidos, como limpeza constante, aferição de temperatura para clientes, além de disponibilizar tapete de sanitização para calçados na entrada e saída dos estabelecimentos. As novas regras serão publicadas e passam a valer a partir desta quarta-feira (5). 

Segundo o novo documento, as empresas serão obrigadas a realizar limpeza antes da abertura e após o fechamento das atividades diárias. Também é preciso manter um fluxo de limpeza permanente do estabelecimento para evitar os riscos de proliferação da covid-19. Outro ponto é a obrigação de aferir temperatura corporal prévia em funcionários e clientes, sendo impedida a entrada de pessoas que tiverem temperatura superior a 37 graus.  

O novo decreto também apresenta novidade em relação ao funcionamento de shopping centers, que podem funcionar com atendimento presencial por seis horas diárias e atendimento presencial entre 11 e 21 horas. 

BARES E RESTAURANTES
Uma das expectativas era em relação ao funcionamento de bares e restaurantes no município nesta fase da flexibilização. E pelo novo decreto municipal, segue sendo permitido atendimento presencial, limitado a 2/5 da capacidade do estabelecimento e limitado a seis horas diárias. De segunda a sábado, o horário será limitado até 23 horas e aos domingos até às 16 horas. Há a necessidade de agendamento prévio pelo cliente em bares e restaurantes.  

Ainda de acordo com o novo decreto, seguem sendo admitidos somente dois clientes por mesa e o estabelecimento precisa fazer um cadastro de todos os consumidores atendidos presencialmente - contendo nome, endereço, telefone de contato e temperatura aferida. O buffet será permitido, cabendo exclusivamente a um funcionário servir os pratos, usando todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).  

O atendimento self-service segue proibido no município, bem como a colocação de mesas e cadeiras nas calçadas e ambientes externos. O uso de máscara é obrigatório, exceto quando o cliente esteja consumindo alimentos ou bebidas. 

SALÕES DE BELEZA E ACADEMIAS
O atendimento presencial por salões de beleza, assim como as academias podem funcionar no município, segundo o decreto municipal emitido pela Prefeitura. Seguem sendo obrigatório o uso de máscara por clientes e alunos, limpeza e desinfecção constante do espaço e também equipamentos de uso comum a cada três horas, no mínimo.  

Há ainda a previsão de somente um consumidor por sala, ou um cliente a cada quatro metros quadrados do salão de beleza ou barbearia, observando o espaço vazio mínimo de dois metros entre cada. Já nas academias, a regra é de um aluno a cada quatro metros, devendo ser respeitado um espaço vazio mínimo de quatro metros entre cada aluno.

Mais do ACidade ON