Aguarde...

cotidiano

Araraquara cria comissão para planejar vacinação contra a covid-19

O Instituto Butantan pediu oficialmente à Anvisa a autorização para uso emergencial no Brasil da vacina Coronavac,

| ACidadeON/Araraquara

Instituto Butantan pediu à Anvisa o uso emergencial da vacina no Brasil 
A secretaria municipal de Saúde e o Serviço Especial de Saúde de Araraquara (Sesa) deram início, nesta sexta-feira (8), a uma comissão para definir as estratégias de vacinação contra a Covid-19. 

O grupo irá se reunir periodicamente para elaborar toda a logística e o planejamento da imunização contra o novo coronavírus no município.

A princípio, a população idosa e os profissionais da área da saúde serão priorizados na vacinação, seguindo as orientações do Ministério da Saúde e do Governo do Estado.  

O município aguarda definições por parte dos governos federal e estadual em relação às datas e à quantidade de doses que será disponibilizada. 

A VACINA
O Instituto Butantan pediu oficialmente à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) nesta quinta-feira (7) autorização para uso emergencial no Brasil da vacina Coronavac, nome dado à vacina contra Covid-19 desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac e que, no Brasil, é fabricada pelo laboratório paulista. 

Esse é o primeiro pedido de autorização para que uma vacina contra a Covid-19 possa ser aplicada no país. Agora, a Anvisa terá dez dias para analisar os dados. 

Em nota, a Anvisa diz que já iniciou a triagem dos documentos presentes na solicitação e da proposta de uso emergencial. 

O governo paulista já anunciou que pretende iniciar uma campanha de vacinação no Estado com o imunizante no dia 25 de janeiro. 

Segundo a Anvisa, a análise do pedido de uso emergencial será feita por uma equipe multidisciplinar, que envolve especialistas de diferentes áreas.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON