Aguarde...

cotidiano

Lupo empresta frota para transportar colaboradores da Santa Casa

Sem transporte coletivo, ônibus da Lupo estão emprestados para o transporte de trabalhadores do hospital que seguem na linha de frente durante o lockdown total

| ACidadeON/Araraquara

Santa Casa de Araraquara conta com cerca de mil colaboradores  (Foto: Amanda Rocha)
Com a circulação da nova cepa e o aumento do número de casos de covid-19 em Araraquara, a Prefeitura anunciou na última sexta-feira (19), uma série de medidas mais rígidas, entre elas a suspensão do transporte público. 

Mas, a medida que visa ampliar o isolamento e reduzir os casos da doença, acabou pegando de surpresa os quase mil colaboradores da Santa Casa de Araraquara, que em sua maior parte usa o sistema de transporte público municipal e intermunicipal.  

"A suspensão nos preocupou, pois o hospital é feito de pessoas que cuidam de pessoas e grande parte dos nossos colaboradores necessitam do transporte, nós fizemos uma campanha pedindo pela carona solidária entre os colaboradores. E o corpo de gestores estava organizando uma grade para ir buscar outros colaboradores. Em meio ao caos que estávamos vivendo, veio uma luz, por meio da Liliana Aufiero, que ofereceu a frota de ônibus da Lupo para poder transportar os profissionais da saúde. O que para nós foi um alivio muito grande. Uma equipe nossa entrou em contato com as equipes da Lupo e da empresa de ônibus e passamos a construir as escalas, pois são pessoas que não moram apenas em Araraquara, mas em cidades limítrofes, como Américo Brasiliense, Matão, Guarapiranga, Borborema, Santa Lúcia, Gavião Peixoto, entre outras", explica o diretor da Santa Casa, Rogério Bartkevicius.

Foram colocados cerca de oito ônibus por horário, que transportaram cerca de 240 colaboradores por dia, nos diversos horários de entrada e saída. 

Para Bartkevicius, esse ato de solidariedade e do olhar dos empresários para a saúde, em um momento tão difícil como este.
"Estamos convivendo com os casos mais graves da doença, são os únicos leitos de UTI que estão recepcionando os pacientes em Araraquara e as pessoas chegarem até seu local de trabalho é fundamental. O ato da Lupo foi fundamental para que pudéssemos garantir o funcionamento do hospital e o atendimento dos setores prioritários, como é o caso da UTI geral, que está com 100% de sua ocupação, com 18 pacientes internados e a UTI Covid, que está com dez pacientes internados e 100% de sua ocupação, centro cirúrgico e atendimento de urgência e emergência. Conseguimos manter a escala da saúde e manter o serviço prestado por esses verdadeiros heróis, que mesmo diante de tanta dificuldade estão fazendo o possível para chegar ao hospital e prestar seu serviço aos nossos pacientes", afirma.  

Bartkevicius ressalta ainda a parceria com a Lupo, que desde o início da pandemia tem ajudado o hospital, seja com os ônibus ou com o desenvolvimento e doação de mascaras para os profissionais.  

LUPO
Em nota a Lupo afirmou que tem como princípio o cuidado pelas pessoas e que não poderia deixar de colaborar com a manutenção da operação desta instituição tão importante para Araraquara. 

"Como parte integrante deste ecossistema social, entendemos que é nosso compromisso estarmos sempre dispostos e predispostos a sermos um ator social relevante para toda a comunidade; compromisso este percebido com ênfase no que tange à Santa Casa, na relação estabelecida há anos com a instituição", afirma a nota.  

PREFEITURA
Também por meio de nota, a Prefeitura de Araraquara afirma que a vedação está prevista no decreto e a finalidade de tal medida e conter a circulação de pessoas e consequentemente, a contaminação. 

"Orientamos para que as empresas se organizem no transporte dos seus trabalhadores de serviços essenciais, considerando que a liberação do transporte coletivo enseja o desrespeito as regras de restrição de circulação tão necessárias neste período de avanço da pandemia no município. A situação é temporária e o esforço de hoje é para que em algumas semanas possamos retomar aos poucos as atividades tendo equilíbrio no sistema de saúde", afirma a prefeitura por meio de nota.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON