Aguarde...

cotidiano

Após recorde de contaminados em Araraquara, Edinho faz mais um apelo

Foram 281 novos casos nesta quinta-feira (10); Prefeito de Araraquara diz que se quadro não for revertido o lockdown é o único caminho

| ACidadeON/Araraquara

Prefeito Edinho Silva e a secretária de saúde Eliana Honain em transmissão ao vivo (Foto: Reprodução/Vídeo)
O prefeito de Araraquara Edinho Silva (PT) fez uma transmissão ao vivo ao lado da secretária de saúde, Eliana Honain, na manhã desta quinta-feira (10) para anunciar que a cidade bateu o recorde de contaminações em um único dia. Foram 281 novos casos registrados, de 1.223 exames realizados. 

"Nunca havíamos alcançado esse número. Ultrapassamos todos os números preocupantes que tínhamos", afirmou. O último recorde era do dia 4 de junho, com 252 casos. Antes do lockdown feito em fevereiro, o índice mais alto era de 148 novos casos em um dia. 

Edinho também analisou os dados de acordo com a média durante a pandemia. "A média histórica nos diz que no mínimo 20% dessas pessoas contaminadas serão internadas. Das 50 pessoas internadas, metade vai para UTI. Hoje nós não temos esses leitos, estamos com a taxa de ocupação acima de 90%. Das 25 pessoas na UTI, de 50% a 60% vão a óbito, então de 12 a 15 pessoas vão a óbito", enfatiza. 

O prefeito fez um apelo para que a população converse com as pessoas que desacreditam da doença. "Estamos falando de vidas que serão ceifadas, de famílias que serão enlutadas. Isso em um único dia de contaminação. Conversem com as pessoas, peça que usem máscara e que evite todas as formas de aglomeração", diz. 

Se o quadro não for revertido urgentemente, Edinho afirma que não há outro caminho a não ser decretar o lockdown. "Já tivemos dois dias com o índice nesta semana. Se tivermos três dias consecutivos ou cinco dias em uma semana, fecha tudo. Ou mudamos esse quadro ou não teremos leitos para todas as pessoas que estão se contaminando", ressalta.  

O decreto vigente em Araraquara prevê um lockdown de sete dias caso o número de positivados alcance um determinado índice em três dias consecutivos ou cinco dias em um período de uma semana. Esse índice é referente a 20% de todos os exames realizados ou 30% das pessoas sintomáticas. O índice foi batido na terça-feira (8) e nesta quinta-feira (10).

Mais uma vez, Edinho fez um apelo para a população. "O quadro é gravíssimo. Só temos dois caminhos: vacinação e isolamento social. Enquanto nosso povo não for vacinado, a única forma de evitar contaminação é o distanciamento social, para que a gente ganhe tempo até que a vacina chegue em um número maior de pessoas", finaliza.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON