cotidiano

Especial coronavirus

Araraquara está no 4º dia sem morte por covid-19

Nesta sexta-feira (22), a cidade conta com uma taxa de ocupação de 7% de leitos de enfermaria e 4% de UTI

| ACidadeON/Araraquara -

 

Clima tempo ipês paisagem vista do centro de Araraquara (Foto: Amanda Rocha)

Araraquara está no 4º dia sem morte por covid-19 e registrou desde o início da pandemia, 597 óbitos decorrentes da doença.

A cidade registrou nesta sexta-feira (22)  mais 62 casos positivos de Coronavírus, o equivalente a 5,74% de 1.080 amostras analisadas nos serviços públicos e privados de saúde e nos setores econômicos e sociais do município, ou seja, sintomáticos e assintomáticos testados na busca ativa.  

Considerando apenas os sintomáticos que procuraram os serviços de saúde, esse percentual sobe para 19,16%, sendo 46 positivados de 240 amostras.

Em relação às testagens ampliada de assintomáticos realizadas nos setores econômicos e sociais, na praça Santa Cruz e no Terminal Central de Integração, foram aplicados um total de 840 testes no dia 21 de outubro, com 16 positivados.

Portanto, agora Araraquara tem 30.706 casos confirmados de covid-19.

Do total de confirmados, 161 permanecem em quarentena e 29.948 já saíram. Aguardam resultado de exames 192 amostras.

Hoje, oito pacientes estão internados. Destes, 6 confirmados estão em enfermaria, e dois confirmados estão em UTI.

Com relação às internações nos serviços hospitalares que disponibilizam leitos para Covid-19 (públicos e privados), a cidade conta hoje com uma taxa de ocupação de 7% de leitos de enfermaria e 4% de UTI.

Hoje, o Hospital São Paulo tem três pacientes, o Hospital São Francisco tem um paciente, o Hospital de Campanha tem dois pacientes e o Hospital Nestor Goulart Reis tem 2 pacientes.

Do total oito pacientes internados, sete são moradores de Araraquara e 1 é de Américo Brasiliense.

Todos os positivados, assim como seus comunicantes, estão sendo monitorados pelas equipes da Secretaria Municipal da Saúde. O objetivo é orientar e cobrar o cumprimento da quarentena.




Mais notícias


Publicidade