cotidiano

Especial coronavirus

Matão zera internações por covid em enfermaria e UTI

O secretário de saúde de Matão atribuiu a melhora da situação epidemiológica ao avanço da vacinação; cidade está com 82% da população vacinada

| ACidadeON/Araraquara -

 

Hospital Carlos Fernando Malzoni Matão (Foto Arquivo: Amanda Rocha)

 

Nesta terça-feira (23), o Hospital Carlos Fernando Malzoni, da cidade de Matão, zerou as internações por covid-19, tanto nos leitos de enfermaria quanto de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

O secretário de saúde de Matão, Ademir de Souza, disse ter recebido a notícia com muita satisfação e atribuiu a melhora da situação epidemiológica ao avanço da vacinação. No entanto, ele reforça a importância da manutenção dos cuidados no combate ao vírus. 

"Matão se encontra hoje com 77% da população com o ciclo vacinal completo e mais de 82% da população tomou ao menos uma dose da vacina. Temos que continuar com os cuidados, usar máscara, fazer higienização das mãos e evitar aglomeração tanto em lugar fechado quanto aberto", comentou. 

O pico de casos ocorreu no dia 9 de junho de 2021, quando o hospital divulgou 78 internações por covid-19, 51 na enfermaria e 27 na UTI. Para o diretor técnico do hospital, César Minelli, a data vai ficar marcada na história do combate à pandemia na cidade. 

"É uma data importantíssima, um marco. Não podemos garantir que isso vai se manter, pode ser que volte apresentar internações de pacientes com covid tanto na enfermaria quanto na UTI. Mas sem dúvida nenhuma, depois de tudo que passamos e do depois do pico que tivermos com 78 pacientes internados e hoje sem nenhum é uma data que ficará marcada em nossa história", avaliou. 

No dia 21 de setembro de 2021 a UTI covid zerou pela primeira vez. O diretor também mencionou que o espaço do pronto socorro destinado ao atendimento à covid-19 será mantido. 

" O hospital continuará com o espaço do pronto socorro reservado para atendimento reservado para covid, não iremos desmanchar esse espaço. E os leitos em menor número, tanto na enfermaria quanto na UIT, ficarão também reservados para pacientes com covid", finalizou.


Mais notícias


Publicidade