cotidiano

Especial coronavirus

Novo decreto em Araraquara altera regras de isolamento social

Documento foi elaborado pelo Comitê de Contingência do Coronavírus, seguindo orientações do Comitê Científico e do Mistério da Saúde

| ACidadeON/Araraquara -

Documento foi discutido durante reunião online, nesta terça-feira (11) e segue Ministério da Saúde (Foto: Divulgação)




A Prefeitura de Araraquara publica nos Atos Oficiais desta quarta-feira (12) o decreto municipal nº 12.789, que altera as regras para cumprimento do isolamento domiciliar voltado a impedir a disseminação do novo coronavírus.

De acordo com o novo documento, que foi debatido em reunião online com o prefeito Edinho Silva (PT) e integrantes do Comitê de Contingência do Coronavírus do Município, a Gerência de Vigilância Sanitária determina isolamento domiciliar por sete dias ao caso índice e aos seus comunicantes domiciliares, período em que serão monitorados pelas equipes da Secretaria Municipal da Saúde. Caso os sintomas sugestivos de covid-19 persistam após o sétimo dia, o paciente deverá procurar assistência médica imediata.

Além disso, os profissionais de saúde que sejam comunicantes domiciliares assintomáticos, com 3 doses de vacina contra a Covid-19, não cumprirão isolamento domiciliar, tendo em vista o risco de desassistência frente à variante Ômicron da Covid-19.


O decreto foi elaborado pelo Comitê de Contingência do Coronavírus, seguindo orientações do Comitê Científico e do Mistério da Saúde.

Na tarde desta terça, Edinho Silva, que cumpre quarentena, esteve de forma online com integrantes do Comitê, para definir as mudanças no decreto municipal e fazer uma avaliação das ações que vêm sendo adotadas nas últimas semanas para conter a disseminação acelerada da covid-19 no município, desde a chegada da variante Ômicron. 

Centro de Testagem ampliou capacidade de testes em Araraquara (Foto: Guilherme Leal/CBN Araraquara)



Com o aumento expressivo da demanda, a estrutura de testagem foi ampliada para atender melhor e com mais celeridade os positivados e suspeitos. Hoje, são oito unidades de saúde atendendo no período da manhã e em horário estendido no fim da tarde e mais o Centro de Referência de Testagem para Covid-19, instalado no Hospital Campanha. Além do polo de triagem da UPA da Vila Xavier e o atendimento pediátrico na UPA Central.


"Pelo balanço feito com os integrantes do Comitê que atuam na Saúde, a ampliação do serviço já mostra resultados positivos, com redução do tempo de esperas nas filas nas unidades, principalmente considerando o ritmo de atendimento no Centro de Testagem, cuja previsão é de até 1.5 mil testes diários", declarou o prefeito.


Na reunião online, também foram definidos alguns ajustes que serão feitos imediatamente nas unidades para melhorar ainda mais a qualidade da assistência médica prestada à população.


Outro ponto apontado pelo Comitê é a obrigatoriedade da apresentação de CPF e um comprovante de endereço do paciente no Centro de Testagem. Estes documentos em mãos, na hora da triagem, são necessários para agilizar o atendimento e garantir o acompanhamento dos positivados pelas equipes da Vigilância.


"Araraquara vai continuar seguindo a ciência e a medicina. O nosso Comitê vai manter avaliações diárias sobre a situação epidemiológica e as ações sempre serão tomadas ouvindo a ciência e a medicina", reforçou Edinho.


Confira o decreto municipal no 12.789, de 11 de janeiro de 2022, na íntegra.




Mais notícias


Publicidade