cotidiano

Especial coronavirus

Autoridades preveem piora da pandemia nos próximos 30 dias

Durante depoimento à CEI da Covid, Eliana Honain reproduziu preocupação de secretário Estadual

| ACidadeON/Araraquara -

Eliana Honain no Hospital da Solidariedade, ao fundo o prefeito Edinho Silva (Foto: Amanda Rocha/ACidadeON Araraquara)
 

 

Durante depoimento à Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar gastos da Prefeitura com a pandemia da covid-19, nesta quinta-feira (27), a secretária da Saúde, Eliana Honain, revelou preocupação com uma possível piora do cenário da pandemia nos próximos 30 dias. 


Em resposta a um questionamento, Honain disse que o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn compartilhou preocupação com o avanço da variante Ômicron nos municípios paulistas. Como resposta, o Estado anunciou a abertura de novos leitos exclusivos para covid. 


"Ontem o secretário estadual de Saúde mandou uma mensagem relatando que teremos 30 dias muito difíceis pela frente. Ainda teremos mais 30 dias por conta dessa variante, tanto que ontem ele autorizou a abertura de mais 700 leitos para atendimento da população paulista pelo aumento dos casos", afirmou. 


Eliana Honain ressaltou aos vereadores que o município se preparou para enfrentar o novo crescimento devido a variante Ômicron. Ela lembrou o compromisso de reabertura de 15 leitos de enfermaria no Hospital de Solidariedade, com previsão de funcionamento em fevereiro. 


"Araraquara sempre se preparou, saiu na frente. Ressalto isso, enquanto as pessoas não estão testando, nós estamos testando sintomáticos e assintomáticos. Temos testes para isso porque sempre nos antecipamos, pois sabemos que é importante para frear a transmissão: além da vacinação, é identificar precocemente as pessoas e coloca-las em isolamento. 


NOVOS LEITOS
Em coletiva de imprensa no palácio dos Bandeirantes, o governador de São Paulo, João Dória (PSDB) e o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn anunciaram novas vagas exclusivas para atendimento de pacientes com covid-19. 


Além de Araraquara, vão receber novos leitos as regionais da capital paulista, Baixada Santista, Barretos, Bauru, Franca, Marília, Presidente Prudente, Registro, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, Sorocaba e Taubaté. 


Ao todo, serão 266 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 434 de enfermaria. O anúncio também informou que os hospitais vão receber pacientes encaminhados via Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS). 


"Estamos monitorando diariamente a situação nas regiões e ampliamos a oferta de serviços e garantindo que a rede tenha condição de atender os novos casos detectados neste momento", afirmou o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, em coletiva de imprensa.

Publicidade