cotidiano

Especial coronavirus

Procura por autoteste de covid aumenta em Araraquara

Araraquarenses tem comprado mais autotestes entre maio e junho segundo registro das farmácias da cidade

| ACidadeON/Araraquara -

 

 

Anvisa liberou uso e venda em farmácias de autoteste para covid-19 (Foto Breno Esaki/Agência Saúde/DF

 

 

 

Muitos araraquarenses estão procurando e comprando mais autotestes de Covid-19 nas farmácias da cidade.

O produto, que foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no inicio deste ano, possibilita que o próprio consumidor faça a testagem e avalie o resultado, que sai em 15 minutos. 

O preço em Araraquara está entre R$50 e R$ 70 reais, mas dá para encontrar promoções. 

Em uma das drogarias analisadas pela reportagem da CBN Araraquara, uma unidade sai por R$ 66,53. Mas se o cliente levar dois autotestes, cada um sai por R$ 49,90.  

 VEJA TAMBÉM  

Covid-19: Araraquara soma 838 pessoas cumprindo quarentena 

Matão registra nova morte por covid-19 e mais 26 casos

Nessa mesma farmácia, que fica na região central, de 14 de maio a 14 de junho, foram 175 autotestes vendidos. 

Uma média de quase cinco unidades por dia. O farmacêutico do local informou que as pessoas têm buscado mais o autoteste do que o serviço de testagem, que também é oferecido pelo local. 

PROCURA MAIOR
Em uma drogaria, na Vila Xavier, de outra rede, a realidade é a mesma. Já são quase 40 vendas neste mês. Por lá, o preço também é promocional para compras maiores, um autoteste de covid sai por 59,90, e levando dois, cada um fica 49,90. 

O Victor Medeiros, de 22 anos, foi até uma farmácia e acabou saindo com três unidades, gastando mais de R$ 200. Ele diz que por ter contato direto com pessoas no trabalho, compensa mais evitar as filas e gastar do próprio bolso. 

"Eu sempre tenho contato com outras pessoas e prefiro me previnir, melhor gastar aqui do que enfrentar as filas dos hospitais, até porque não tenho sintoma. É mais por precaução", frisou. 

Os autorestes tem a indicação dos dias assim como a testagem feita nos serviços de saúde, sendo indicados para pessoas que tenham sintomas ou tenham contato com pessoas infectadas. 

No caso do sintomáticos a orientação Anvisa é que o teste seja feito entre o 1º e 7º dia do sintoma. Já na segunda opção, quando a pessoa teve o contato com pessoa contaminada mas não apresenta sintoma, a agência orienta que o exame seja feito a partir do 5º dia do contato. 

No Brasil, não existe nenhum sistema para registrar os casos positivos de autotestes na plataforma do Ministério da Saúde. Embora as caixas tenham um QR code para informar o resultado, o dado não é repassado ao governo. 

O epidemiologista Bernardino Alves Souto ressalta a importância de se procurar um serviço de saúde para registrar o caso. 

"Os autoutestes para covid podem ser úteis quando dão positivo porque aí indicam a necessidade da pessoa entrar em isolamento para não transmitir o vírus tendo ou não sintoma. Agora se o resultado não for comunicado ao serviço de saúde para notificação esse caso não vai entrar na conta dos novos casos de covid. Isso colabora para que muitas ocorrências não fiquem conhecidas e não entrem nas estatísticas", avaliou. 

Lembrando que o manuseio incorreto pode alterar o resultado e os autotestes e eles não podem ser utilizados como um comprovante de diagnóstico para objetivos mais burocráticos, como em caso de um atestado médico. 

LEIA MAIS
 

Araraquara terá vacinação neste feriado de Corpus Christi

Publicidade