ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Assaltante morto por PM ainda não foi identificado

Suspeito tentou roubar policial na noite de domingo (24) e foi atingido em troca de tiros

| ACidadeON/Araraquara

Assaltante morreu ao roubar policial militar de folga
 
O Instituto Médico Legal (IML) de Araraquara ainda está com o corpo do rapaz morto em uma tentativa de roubo na noite de domingo (24), no final da Avenida Manoel Rodrigues Jacob, no acesso ao Jardim Cambuy. O assaltante ainda não foi identificado nem pela Polícia Civil e nem por familiares.  

O suspeito vestia uma bermuda verde, boné preto e usava uma blusa de moletom, vermelha com capuz. O agasalho tinha ainda escritas nas cores preta e branca. O homem que é alto e magro não portava documentos e também não tinha tatuagens.  

Ele e um comparsa tentaram roubar um sargento da Polícia Militar, de 35 anos, que mora na cidade e trabalha em São Paulo. A vítima foi rendida pela dupla quando parou para consertar um pneu furado.  

Na verdade, o furo foi uma emboscada armada pelos dois bandidos que usaram uma madeira com pregos para render o primeiro motorista que passasse por ali. O que eles não esperavam é que se tratava de um policial de folga.  

"Eles começaram a bater revista para ver se eu estava armado e em busca de outros objetos na minha cintura. Quando percebi que eles descobririam que eu sou policial e atentariam contra a minha vida, já que tinham me dado coronhadas [golpes com a coronha da arma]na cabeça, eu reagi", conta o policial lembrando que os assaltantes já tinham falado o matariam ao pegar sua carteira e seu relógio.  

O PM reagiu e disparou contra um dos assaltantes, o mais violento, que morreu na hora. Ele usava uma réplica de arma de fogo. O comparsa, em meio a confusão, saiu correndo em direção a uma mata, não antes de trocar tiros com o sargento. O segundo bandido não foi encontrado apesar do cerco montado no bairro durante a madrugada. "Hoje, a vítima foi um policial, mas poderia ter sido outro cidadão de bem sem qualquer recurso para se defender".

Veja também