ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Família reconhece corpo de rapaz morto por policial

Segundo um parente, jovem de 21 anos era usuário de drogas, bebidas alcoólicas e também era uma pessoa com deficiência mental

| ACidadeON/Araraquara

Familiares vieram de São Carlos e foram até o Instituto Médico Legal (IML) para fazerem o reconhecimento o corpo do rapaz morto em uma tentativa de roubo na noite de domingo (24), no final da Avenida Manoel Rodrigues Jacob, no acesso ao Jardim Cambuy.

O nome dele é Diogo Cojorosqui, de 21 anos. Segundo um parente, ele era usuário de drogas, bebidas alcoólicas e também era uma pessoa com deficiência mental. "Faz uns três meses que ele havia sumido. Agora recebemos essa notícia, infelizmente", comentou. "Ele vinha se envolvendo com gente errada".

O caso
Conorosqui e um comparsa tentaram roubar um sargento da Polícia Militar, de 35 anos, que mora na cidade e trabalha em São Paulo. A vítima foi rendida pela dupla quando parou para consertar um pneu furado.

Na verdade, o furo foi uma emboscada armada pelos dois bandidos que usaram uma madeira com pregos para render o primeiro motorista que passasse por ali. O que eles não esperavam é que se tratava de um policial de folga.

"Eles começaram a bater revista para ver se eu estava armado e em busca de outros objetos na minha cintura. Quando percebi que eles descobririam que eu sou policial e atentariam contra a minha vida, já que tinham me dado coronhadas [golpes com a coronha da arma]na cabeça, eu reagi", conta o policial lembrando que os assaltantes já tinham falado o matariam ao pegar sua carteira e seu relógio.

O outro assaltante conseguiu fugir.  

Assaltante morreu ao roubar policial militar de folga


Veja também