Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Roubos despencam 40% nos cinco primeiros meses de 2018

Estatísticas também apresentam queda no número de furtos e estupros; taxa de homicídio teve alta de 57%

| ACidadeON/Araraquara

.
 
Os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo mostram que a maioria dos indicadores criminais tiveram redução em Araraquara nos cinco primeiros meses de 2018, se comparados com o mesmo período do ano passado.  

O destaque fica para a drástica queda no indicador de roubos, crimes cometidos com arma de fogo ou quando a vítima sofre grave ameaça. Em 2017, até maio, foram 327 ante os 196 registros deste ano. A queda no indicador é de 40,06%. Os furtos também caíram, mas de forma bem tímida. De 1140 casos no ano passado para 1134 até maio de 2018 (-0,52%).  

"A Polícia Militar focou mais no serviço de inteligência, sempre mantendo contato constante com a Polícia Civil e também temos deslocado todo nosso efetivo em cima dessas estatísticas por pontos específicos, trabalhando tanto quantitativamente nesses índices, como também qualitativamente. Com isso tivemos mais sucesso na prisão das pessoas que estão atuando nesses roubos", explicou o comandante do 13º Batalhão da Polícia Militar, Adalberto José Ferreira.  

Ainda em relação aos crimes contra o patrimônio os furtos de veículos tiveram queda de 31,81% e os roubos subiram 16,66%.  

Outra estatística que preocupou as autoridades no ano passado foram os abusos sexuais. Em 2018 foram 27 registros e no ano passado 32, uma redução de 15,62%. O estupro de vulnerável, cometido contra crianças ou pessoas incapazes de se defender também caiu de 22 para 18 (18,18%).  

Os crimes contra a vida subiram 57,14%. Em 2017 foram 3 assassinatos e até maio deste ano já foram 7 homicídios, 4 deles cometidos só no mês de março. Com quatro vítimas em 2018 as tentativas de homicídio recuaram 63%.
"Por menor que seja o objeto furtado é importante que a pessoa faça o Boletim de Ocorrência porque assim nós podemos alocar o policiamento de acordo com a estatística e o mapa criminal", orienta o coronel Adalberto Ferreira.  

Produtividade policial  

As estatísticas divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública também apontam os resultados relativos a produtividade policial. Em Araraquara, até maio, cerca de 600 pessoas foram presas pelas forças policiais. Desses 315 maiores e 61 menores acabaram sendo surpreendidos em flagrante delito e outras 221 acabaram detidas porque eram procuradas pela justiça.  

Os casos de tráfico de drogas sumam quase um por dia, com 149 casos até maio. Também houve ainda 40 registros de porte de entorpecentes e 26 armas de fogo apreendidas no mesmo período.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Veja também