Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Homem é acusado de castrar cão de vizinho em casa e sem anestesia

O cachorro teria fugido e ido até a casa do acusado, onde tem uma cadela no cio

| ACidadeON/Araraquara

Caso foi registrado no Plantão Policial de Araraquara (Foto: Walter Strozzi/ACidadeON)
Um homem foi acusado de castrar o cão de seu vizinho, no Jardim dos Manacás em Araraquara, na noite da última quinta-feira (6).  

O responsável pelo cachorro foi até o plantão policial e relatou que o animal escapou de sua casa e foi para a casa do vizinho, onde tem uma cadela no cio.  

O vizinho abriu o portão, pegou o cachorro da vítima, o amarrou e cortou seus testículos. Foi então que a esposa deste homem ligou na casa da responsável pelo cão e informou que o marido havia castrado o cachorro.  

O dono do animal foi buscá-lo e imediatamente o levou ao veterinário para atendimento. Na versão descrita em Boletim de Ocorrência, o responsável informa que "o cão que estava em estado de choque precisou ficar internado".  

O crime foi registrado como abuso a animais e será apurado pela polícia. O vizinho, acusado de ter cometido o ato, ainda não foi ouvido pela polícia.  

O que diz a lei  

Carolina de Matos Galvão, presidente da Comissão de Defesa Animal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), se diz consternada com a notícia e repudia toda e qualquer ação de maus tratos. Ela explica que o homem que praticou o crime pode ser apenado com 3 meses a 1 ano de detenção e a família pode pedir reparação na esfera cível pelas despesas com médico veterinário.  

"Tudo poderia ser evitado se as pessoas tivessem um pouco de bom senso, um meio eficaz de evitar desconforto, por exemplo, é castrando seus próprios animais. É importante lembrar que quem é capaz de fazer esta castração são somente médicos veterinários. O que aconteceu é absurdo e lamentável. Nós seres humanos temos o dever de zelar pelos animais e jamais colocá-los em risco", reforça a advogada. 

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON