Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Câmera de segurança flagra momento em que policial atira em suspeito de ameaçar família

Homem estava armado com facão e teria ameaçado a esposa e os enteados; polícia atira e homem morre

| ACidadeON/Araraquara

Homem é morto pela polícia em Rincão (Foto: Reprodução EPTV)
 
Um vídeo gravado por uma câmera de segurança flagrou o momento em que um policial militar atirou três vezes contra o trabalhador rural Djeimis Wilian Nunes Bispo, de 32 anos, suspeito de ameaçar a companheira e seus filhos na noite do último domingo (1), em Rincão. 

O vídeo mostra a família de um lado da calçada escoltada por policiais. O homem está com um facão na mão, do outro lado da rua. Durante uma suposta discussão, Bispo avança para próximo da polícia quando é atingido.  



Segundo o Boletim de Ocorrência, a polícia foi chamada para atender um caso de violência doméstica. Chegando ao local encontrou o homem armado, ameaçando a esposa e os enteados. Durante a discussão, do lado de fora da casa, o rapaz teria ainda ameaçado os policiais.

Dois dos tiros não acertaram Bispo e o terceiro atingiu o peito. Ele foi socorrido, mas não resistiu ao ferimento.  
A Secretaria da Segurança Pública do estado ainda não se posicionou sobre o assunto. 

Segundo o relatório policial, Bispo estava alterado e seria usuário de álcool e crack. Ele teria recebido a ordem de largar o facão, mas não obedeceu. 

Família
Para a EPTV, a companheira de Bispo afirmou que o casal não costumava discutir e que eles não estavam discutindo no momento dos disparos. 

O rapaz teria saído de casa na noite de domingo já armado com um facão e voltado alcoolizado. O chamado foi feito porque o rapaz teria quebrado coisas dentro de casa e ameaçado ela e os enteados. 

Com medo, a companheira saiu de casa e atravessou a rua. Quando a polícia chegou, Bispo saiu da casa dos fundos e foi até a rua, quando o PM interviu. 

À EPTV, a tia e a mãe do trabalhador rural questionaram se havia necessidade do policial "atirar para matar". A família já é assistida pelo serviço social da Prefeitura. 

Investigação 
A casa da família, que fica na Rua 21 de Novembro, ao lado da Associação Comercial de Rincão, no Centro, estava revirada. A Polícia Civil encontrou no local facão usado pelo trabalhador rural e três estojos vazios de arma de fogo. 

O corpo do trabalhador rural foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). A perícia tem um prazo de 15 dias para enviar o laudo ao delegado.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON