Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Corpo de jovem morta em Bariri será encaminhado ao IML de Araraquara

Homem de 37 anos confessou que matou a estudante; ela estava desaparecida desde a manhã de terça-feira (24)

| ACidadeON/Araraquara

Mariana Bazza de 19 anos está desaparecida (Foto: Redes Sociais)
O corpo da jovem Mariana Bazza, de 19 anos, será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Araraquara para analisar as causas da morte. Ele está sendo transportado por uma funerária local e irá chegar a qualquer momento.

O corpo da jovem foi localizado amarrado e amordaçado em um canavial no distrito de Cambaratiba, em Ibitinga. Aparentemente não havia sinais de crime sexual, mas segundo a polícia, somente a perícia vai apontar o que aconteceu, inclusive a causa da morte.

A jovem estava desaparecida desde a última terça-feira (24), quando saiu da academia e aceitou ajuda de um homem para trocar o pneu de seu carro.

O suspeito de 37 anos foi preso na noite de terça-feira e somente na manhã desta quarta-feira (25) confessou ter matado a garota. Ele indicou para os policiais onde havia deixado o corpo.

Segundo o delegado Ricardo Dias, a princípio o homem apresentou uma versão fantasiosa dizendo que ocultou o corpo e que uma terceira pessoa estaria envolvida na morte de Mariana. "Nenhuma hipótese foi descartada. Ela foi encontrada amarrada, de bruços e vestida com as roupas da academia. Vamos aguardar a perícia para esclarecer o que realmente aconteceu", diz o responsável pela investigação.

Mariana Bazza era estudante de fisioterapia e filha única. Sua família mora em Bariri, uma pequena cidade com 34 mil habitantes.

Da academia até o canavial onde foi encontrada são aproximadamente 60 quilômetros.
  
Entenda
Mariana saiu de sua casa na manhã de terça-feira para ir à academia fazer aula de Crossfit. Por volta das 8h saiu do local na companhia de uma amiga. A amiga foi para o trabalho e ela seguiu até seu carro um Volks/Gol preto que estava com o pneu furado. O homem ofereceu ajuda e levou o carro até a chácara onde ele trabalhava que fica em frente à academia.

O estepe do carro também estaria furado e durante a tentativa de troca de pneu, Mariana chegou a tirar uma foto do rapaz e mandou para o seu namorado, que estava em Santos, relatando o ocorrido. Depois disso, não fez mais contato.   

 
O Gol preto chegou a ser registrado por câmeras de segurança saindo da chácara, mas não é possível identificar quem está na direção.

Quando a família registrou o desaparecimento, o homem passou a ser procurado pela polícia e foi detido em cima do telhado de uma residência, tentando fugir, na cidade de Itápolis, que fica a 60 quilômetros de Bariri.

O carro de Mariana também foi encontrado em Itápolis. A perícia encontrou vestígios de palha de cana, que indicam que o veículo circulou por áreas rurais e também uma faca, mas sem vestígios de sangue.

O homem tem passagens por sequestro, estupro, tentativa de latrocínio, roubo, extorsão e deixou a cadeia há um mês.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON