Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Idoso vai colher manga e morre após ser encontrado ferido

Família desconfia que João Rodrigues de 74 anos tenha sido vítima de agressão; polícia vai investigar o caso

| ACidadeON/Araraquara

Samu socorreu a vítima, que não resistiu e morreu na Santa Casa (Foto: Arquivo/ON)
 
Uma família do Jardim Indaiá, na região nordeste de Araraquara, desconfia da morte de um homem de 74 anos, que foi encontrado em um terreno, no início da noite de ontem (26), com ferimentos no rosto. O aposentado João Rodrigues da Silva chegou a ser socorrido, mas morreu na Santa Casa. 

Ainda no terreno, ele teria dito a uma testemunha que sofreu uma queda. A justificativa, no entanto, não convence a família que acredita que ele tenha sido vítima de agressão. 

João Rodrigues foi socorrido pelo próprio filho, um pedreiro de 41 anos, e levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Vale Verde. Ele estava com os olhos inchados e apresentava corte na cabeça. A vítima precisou ser transferida para a Santa Casa, onde morreu horas depois. 

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). Um laudo deve apontar as causas da morte. 

A dúvida
Segundo o filho do aposentado, João Rodrigues da Silva teria saído no final da tarde de segunda-feira (26) para colher manga em um terreno, que fica na Avenida Luiz Sotrati, também no Jardim Indaiá. Diante da demora, ele saiu à procura do pai.  

A vítima foi encontrada por testemunhas que avisaram a família. Ela estava caída no mato, mas consciente.  

João Rodrigues foi socorrido pelo próprio filho, mas o seu estado de saúde se agravou e ele não resistiu aos ferimentos. 

Por telefone, uma familiar disse à CBN que a vítima tinha problemas de joelho e que não poderia subir na árvore, o que reforçaria a suspeita de agressão.  

Outro ponto, segundo a família, diz respeito à presença de quatro homens no terreno, momentos antes do filho e alguns vizinhos chegarem.  

"O filho dele viu quando quatro homens deixaram o terreno. Ele procurou o pai, mas não o encontrou e voltou para casa. Nesse meio tempo, recebemos a notícia de que ele estava caído no mato; foi quando o filho dele foi para lá novamente", conta uma parente que não quis se identificar. "Ele não tinha problemas com ninguém, frequentava a igreja. O filho dele está bastante abalado", finaliza.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso. Para mais informações, consulte nosso TERMO DE USO"

Facebook

Mais do ACidade ON