Aguarde...

cotidiano

Suspeito de roubo teria tentado atirar contra PM antes de ser morto

Homem teria apontado um revolver em direção aos militares, que dispararam; ele foi atingido e morreu na hora

| ACidadeON/Araraquara

Suspeito de assalto morre após trocar tiros com a Polícia Militar
O suspeito que foi morto, após assaltar um bar, na madrugada desta segunda-feira (11), em Gavião Peixoto, teria sacado uma arma e apontado para a PM momentos antes de ser atingido.    

A reportagem do ACidadeON apurou que foi esta a versão apresentada durante o registro de ocorrência, no Plantão Policial de Araraquara. 

Vanderlei Ferreira da Silva, de 34 anos, que era morador do Jardim Esplanada, morreu na hora. Ele e os outros dois acusados são de Araraquara. O trio estava no carro que foi perseguido por uma equipe da Força Tática, na Rodovia Doutor Nelson Barbieri. 

Outro suspeito, 30, morador do Jardim das Estações, se feriu ao resistir a prisão e precisou de atendimento médico na Santa Casa. Segundo o hospital, ele realizou exames laboratoriais e de imagem. "O paciente está em observação, aguardando avaliação da Neurologista e Bucomaxilo", disse em nota.  

O terceiro acusado, 39, que mora no Parque São Paulo, foi preso em flagrante.  

A Policia Militar de Araraquara foi chamada após o roubo ao bar, no bairro São Lourenço, em Gavião Peixoto. Os três acusados teriam agredido o proprietário, de 37 anos, ameaçado a namorada dele e os dois enteados, de 4 e 6 anos. 

Na sequência, eles fugiram em um carro com placas de Araraquara, levando cerca de R$ 20 mil.  

A equipe da Força Tática da PM, que estava em patrulhamento, recebeu chamado para dar apoio a ocorrência e se deslocou até a rodovia para interceptar o carro.  

Segundo os policiais, o suspeito ao perceber a viatura aumentou a velocidade e não obedeceu aos sinais sonoros e luminosos. Durante a fuga, os suspeitos teriam jogado pela janela uma sacola e, mais à frente, a réplica de uma pistola, que foi recuperada. 

Já na Via de acesso Heitor de Souza Pinheiro, um dos militares conseguiu atirar e acertar o pneu do carro, que andou por mais 200 metros antes de parar por completo. Os militares relataram que Vanderlei Pereira da Silva, que estava no banco traseiro, abriu a porta e iniciou fuga a pé. Ele teria tentado escalar um barranco, mas, como não conseguiu, retornou e ao se virar sacou um revólver calibre 32 em direção aos militares. Foi neste momento que os PMs atiraram.  

O suspeito foi atingido e morreu na hora. Os outros dois acusados permaneceram dentro do carro. 

Com o trio, a PM localizou mais de R$ 8,3 mil, dois celulares e um cartão bancário, além de um revólver calibre 32 com 6 cartuchos intactos.  

O caso foi registrado como roubo, associação criminosa, captura de procurado e homicídio simples.  


Por meio de nota, a Policia Militar apenas confirmou a versão apresentada e disse que "nenhum policial militar ficou ferido" e que "o dinheiro oriundo do roubo foi recuperado".


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON