Aguarde...

cotidiano

Imagens ajudam a identificar autores de homicídio no Centro

Câmeras flagraram momento em que indivíduos chegaram e deixaram a praça Santa Cruz, em Araraquara

| ACidadeON/Araraquara

Câmera instalada na Santa Cruz mostra momento em que dupla foge (Foto: Reprodução)

 

Câmeras de vigilância instaladas no Centro de Araraquara contribuíram com as investigações da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) para identificar os autores de um homicídio cometido contra um morador em situação de rua na praça Santa Cruz, na quinta-feira (15). 

As imagens são das câmeras que compõem o videomonitoramento do setor de inteligência da Guarda Civil Municipal. Através delas foi possível verificar dois homens suspeitos caminhando em direção à tenda onde a vítima estava abrigada antes de ser espancada e morta.  

LEIA TAMBÉM 

Morador em situação de rua morre após ser espancado 

DIG identifica autores de homicídio no Centro de Araraquara

Após a ação, que ocorreu fora do alcance da câmera instalada na praça, a dupla aparece correndo até um veículo que estava estacionado na Avenida Osório. As imagens também mostraram que a palavra paz escrita no chão estava escrita desde o dia 12 de julho. 

"A partir desse momento, foram feitas outras análises de imagens captadas por câmeras públicas instaladas nas imediações, sendo possível fazer levantar a placa deste veículo suspeito. Todo esse material foi reunido e passado para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), que deu andamento à investigação, com identificação completa do veículo e dos suspeitos da autoria do crime", detalha João Alberto Nogueira Júnior, secretário municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública. 

Com a identificação dos autores, a Polícia Civil faz o trabalho de buscas para localizá-los.  


PARA ENTENDER
Um morador em situação de rua foi espancado no começo da manhã desta quinta-feira (15), na Praça Santa Cruz, no Centro de Araraquara. 

Ele foi socorrido e levado à Santa Casa de Araraquara com lesões na cabeça, mas não resistiu e morreu no hospital. 

Na praça, ficaram os cobertores da vítima e embalagens de isopor, que devem ter sido usadas para refeição. Inicialmente, suspeitava-se que a palavra "paz" havia sido escrita com sangue. 

Em outro trecho é possível identificar o veículo usado pelos autores (Foto: Reprodução)



Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON