Publicidade

cotidiano

Mulher é presa em Operação Embuste em Araraquara

Criminosa foi detida na Vila Xavier com anotações e celular; quadrilha aplicava golpes pelo WhatssApp

| ACidadeON/Araraquara -

 

.
Operação Embuste é contra suspeitos de integrarem quadrilha que aplica golpes por WhatsApp (Foto ilustrativa)

  

 



Uma mulher de 34 anos foi presa na operação Embuste nesta segunda-feira(10), na Vila Xavier, em Araraquara. 

A operação da Polícia Civil é contra suspeitos de integrarem uma quadrilha que aplicou golpes por meio do WhatsApp, através de transferências bancárias. 

Com a criminosa foram apreendidos anotações e um celular. Ela foi levada para a Cadeia Feminina de Fernando Prestes.
Segundo o delegado responsável, Rodolfo Latif Sebba, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), a quadrilha é organizada e tem informação sobre a vítima. 

"Essas pessoas são organizadas e trabalham com conhecimento e informação sobre a vítima e isso ocasionou toda essa situação. É uma organização criminosa, precisamos saber quem está liderando e temos algumas pessoas identificadas, algumas delas conhecidas do meio policial e com passagens", frisou. 

ENTENDA A OPERAÇÃO
No total, 30 viaturas e 100 policiais do DEIC/DEINTER 3 de Ribeirão Preto cumprem 28 mandados de prisão temporária e 35 de busca e apreensão em sete cidades paulistas, incluindo Araraquara, Ribeirão Preto, Barretos, Barrinha, Bebedouro, Caconde, Fernando Prestes, Jardinópolis, Serrana, Embu das Artes e Taboão da Serra. 

"Foi deflagrada uma operação no estado inteiro e hoje são 20 pessoas capturadas. Temos outras pessoas identificadas, que vamos continuar procurando para fazer a captura", pontuou o delegado. 

O golpe é popularmente conhecido como "Golpe do número novo / Golpe do falso perfil", e ocorreu com a vítima no período de 24 de setembro a 2 de outubro de 2021. 

Segundo a polícia, a vítima teria declarado que recebeu uma mensagem pelo aplicativo WhatsApp de um perfil idêntico ao do seu irmão, dizendo que havia trocado o número e que aquele novo número seria o contato adequado para ser adicionado em sua agenda telefônica do celular, devendo excluir o anterior. 

Em seguida, o perfil falso afirmou que estava com problemas de acesso em sua conta bancária e contas a pagar, solicitando transferências de diversos valores em diferentes contas e PIX, as quais foram efetuadas pela vítima, totalizando um valor aproximado de R$ 650 mil.

Mais notícias


Publicidade