Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Prefeitura faz nova proposta e servidores decidem encerrar greve em Boa Esperança

Trabalhadores retornam às atividades nesta quarta-feira (29) depois de acordo com o Poder Público

| ACidadeON/Araraquara

Greve em Boa Esperança do Sul terminou nesta terça-feira (28) (Foto: Redes Sociais)

Funcionários públicos da Prefeitura de Boa Esperança do Sul retornam às atividades nesta quarta-feira (29), após acordo firmado em reunião realizada na tarde desta terça-feira (28) com o prefeito Fábio Luís de Souza e representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Araraquara e Região (SISMAR).

O diretor do Sindicato, Marcelo Roldan fala sobre a decisão. "Teve vitória dos trabalhadores em greve, então a Prefeitura concedeu 2,5% para aplicar agora em junho, vai abonar os dias dos grevistas, ninguém terá nenhum desconto ou prejuízo para ter que repor hora e vai dar 3% em dezembro já aprovado em Lei pela Câmara para configurar o aumento do ano todo. Além disso, vai começar também algumas tratativas para acordos coletivos, reforma administrativa e outras coisas mais", explica.

Antes da reunião que decidiu o fim da paralisação, o Prefeito divulgou uma nota dizendo que já tinha dado um aumento no valor do vale alimentação de R$ 375 para R$ 500 e ofereceu revisão de 2,5% nos salários. Ele também afirmou que não poderia oferecer mais que os 2,5% de aumento porque a Prefeitura estaria passando por dificuldades financeiras.

Entretanto, representantes da categoria não chegaram a um acordo, e explicaram que os servidores estavam sem reajuste salarial desde 2015. O diretor do SISMAR disse que se o prefeito tivesse respondido antes aos documentos do Sindicato sobre o aumento, a paralização não teria acontecido.

"Se o prefeito tivesse respondido aos ofícios das assembleias, tivesse sentado para conversar a questão econômica, as perspectivas, os problemas administrativos, não teria chegado a greve. Faltou por parte da administração um pouco de sabedoria política", afirma.

Roldan explica que dos 740 servidores, ao menos 250 aderiram à greve nos três dias. "A força que tiveram os trabalhadores lá da cidade, pois foi muito bacana eles acreditarem que podiam, nós mostramos tecnicamente que existia a situação financeira favorável, manteve a greve onde 1/3 da categoria aderiu e a população passou a apoiar também abertamente nas redes sociais. Acho que vitória da classe trabalhadora", finaliza.


Mais do ACidade ON