Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

divirtase

Paul McCartney acusa John Lennon pelo fim dos Beatles

À época, ele já estava com Yoko Onno, que era uma mulher "forte" e "intrusiva", nas palavras de McCartney

| FOLHAPRESS

Paul McCartney lançou um disco novo há menos de uma semana - "Egypt Station" saiu na sexta-feira (7)- mas o que tem tomado a dianteira de parte das entrevistas de divulgação não é seu trabalho mais recente, e sim as especulações envolvendo o final dos Beatles.     
Na quarta-feira (5), em entrevista ao radialista americano Howard Stern, o músico abriu o coração. A certa altura da conversa, Stern pergunta: "Quem terminou com a banda?". Ao que McCartney responde: "John terminou".  De acordo com o guitarrista, John Lennon teria chegado em uma reunião da banda e dito: "Caras, estou saindo do grupo".   

À época, ele já estava com Yoko Onno, que era uma mulher "forte" e "intrusiva", nas palavras de McCartney.  O ressentimento de McCartney veio à tona na letra de uma música da carreira solo do guitarrista, "Too Many People", em 1971, cerca de um ano após o final do grupo. Os versos diziam: aquele foi o seu primeiro erro / você pegou uma grande oportunidade e a quebrou em duas / agora o que pode ser feito por você? / você a quebrou em duas. 

Veja também