Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

Economia

Feiras são a nova ferramenta de empreendedorismo em Araraquara

Araraquarenses estão criando o hábito de comprar de quem produz na cidade

| ACidadeON/Araraquara

Rolê Feira, em Araraquara (Foto: Marina Di Franco/Divulgação)
As feiras de Araraquara estão se tornando um importante instrumento para potencializar os negócios dos pequenos empreendedores. Elas sugiram há pouco mais de três anos, com o propósito de ajudar quem trabalha por conta própria e hoje são ferramentas importantes no fomento da economia local.  

Com grande diversidade de produtos, as feiras estão criando o hábito nos araraquarenses de irem para as praças e outros espaços e comprarem de quem produz na própria cidade. 

"Na última feira tivemos uma estimativa de vendas em torno de R$ 30mil", diz Grazielle Soares Matos, uma das organizadoras do Rolê Feira.  

A Rolê Feira é itinerante. Começou com a vontade de três pequenas empreendedoras. Elas queriam vender, por isso, se reuniram em um café para oferecer seus produtos. Do café, a feira foi aos poucos para a rua e hoje é realizada na Praça do Faveral, no bairro Santa Angelina.   

 
Hoje, a Rolê Feira é organizada por um coletivo. É também a maior de Araraquara, com 65 expositores. "Porém, a demanda é muito grande, a cada edição temos pelo menos 150 pessoas querendo participar, por isso, acho importante a diversidade de feiras, só assim quem é pequeno terá oportunidade", diz Grazielle.  

A organização escolhe os participantes levando em conta alguns critérios, como por exemplo, a necessidade do produto ser artesanal. "A feira nasceu com o propósito de fomentar a economia criativa, mostrar para as pessoas o que é produzido em Araraquara e dar visibilidade para estes empresários e tentamos seguir isso", diz ela. 
 
Tadeu Queiroz participa de duas feiras em Araraquara (Foto: Maiara Di Franco/Divulgação)

Visibilidade
Grazielle tem um brechó, o Amor Retrô. "Desde a primeira edição percebo que a visibilidade aumentou. Muitos dos meus clientes me conheceram a partir da feira", afirma.  

Tadeu Queiroz produz porcelana, na Vida Louça, e participa de duas feiras em Araraquara. "Foi por meio dessas feiras que potencializei a produção do meu pequeno e tímido trabalho. Venho participando das duas feiras, desde o início delas e é ali que encontrei espaço e público para as artes das minhas porcelanas", afirma. 
 
Feira do Meio, em Araraquara, tem cerca de 40 expositores (Foto: Divulgação)
Meio
Outra feira de Araraquara é a Feira do Meio, que começou em 2016. Raquel Pastina é curadora e também empreendedora, costura golas na Donna Pastina. "A feira começou desta vontade de ter um meio para vender além da internet. Queria uma forma de atrair clientes. Aos poucos fomos reunindo pessoas e somos em 40 expositores, mas a procura é muito grande e sempre procuramos diversificar bastante os produtos oferecidos", afirma.  

Outro destaque destas feiras de Araraquara é que além dos produtos expostos, elas oferecem música e também contação de histórias para crianças, como uma forma de entretenimento para os visitantes.  

"As feiras tem sido muito importante para cidade como um todo, tanto para o cenário cultural como para os artesãos é muita gente mobilizada para criar possibilidades para os pequenos empreendedores", diz Pedro Oller, um dos criadores dos Quitutes Veganos, uma marca que produzo comida natural.  
 
 
Crescimento
O Quitutes Veganos cresceu junto com as feiras. Claudia Aparecida Xavier, conta que a marca surgiu em 2015, quando ela e Pedro se tornaram veganos. "A partir da nossa filosofia de vida criamos uma alternativa para ajudar as pessoas a se alimentarem", diz ela.  

Eles começaram a vendendo salgados na universidade onde estudavam e hoje tem um cardápio diferenciado de pratos que complementam a alimentação das pessoas. "A demanda foi aumentado e com isso fomos também mudando o cardápio", diz Pedro.   

Pedro e Claudio, do Quitutes Veganos (Foto: Amanda Rocha)
Damarys Tofoli Sambiase produz bolsas de todos os tipos através do Tramas da Dama. "Eu sentia que só costurar estava muito vago e por isso, precisa conhecer melhor meu público. as feiras me trouxeram isso, este conhecimento e também a visibilidade. As feiras tem um ambiente muito agradável e são uma programação bem bacana para todos os públicos", finaliza.  
 
Damarys conta que através da feiras reconheceu seu público (Foto: Amanda Rocha)
A advogada Claudia Aparecida Frigero Gouvea, diz que a família dela gosta muito de participar destas feiras. "Temos a oportunidade de conhecer novos produtos alimentícios, artesanato em geral, que são confeccionados com amor. Cada produto que compramos é uma história de amor, é uma maneira bonita de comercializar, com contato pessoal, além também de fazermos amizade", diz.  

Claudia costuma estar acompanhado do marido e da filha, de quatro anos. "Outro ponto bacana é a parte cultural, minha filha aprende na roda de leitura, nos teatros, que acho ótimo", acrescenta.  

Rolê Feira reúne milhares de pessoas em Araraquara (Foto: Maiara Di Franco/Divulgação)
Serviço:
Neste final de semana tem uma edição de cada uma das feiras de Araraquara. Em todas, a participação é gratuita.
Sexta-feira (07), das 19h às 23h, na Praça das Bandeiras, no Centro
Sábado (08), das 15h às 21h, na PlantArt, na Rua Itália, 1711
Domingo (09), das 15h às 22h, na Praça do Faveral, no Santa Angelina





Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON