Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Economia

Novembro começa com preço do milho em alta nos supermercados

O consumidor sente a diferença também nos preços também da farinha, do cereal, do fubá e do salgadinho

| ACidadeON/Araraquara

Festival Delícias do Milho

O milho é um dos alimentos mais consumidos pelo brasileiro e também a base para muitos outros produtos. E a notícia não é nada boa para quem consome esse produto e seus derivados. 

Em Araraquara tem gente que já sentiu a diferença no bolso. É que a lata de milho foi o item que mais subiu nos supermercados. Mas, ele não é o único vilão, pois a farinha e o fubá também tiveram alta nos preços.  

Na feira o consumidor ainda não sentiu o aumento dos preços porque se os feirantes pagam mais pela espiga eles descontam o valor do aumento na mão de obra. Assim as vendas continuam e o faturamento mensal também.  

Mas, no supermercado o milho em lata teve alta de 40% nos últimos dois meses. Essa alta também elevou o preço de outros produtos que tem milho na composição como explica o gerente de um supermercado, Antônio Noventa.  

"Especialmente do que a gente fala do milho na lata que vendemos no supermercado em função do momento e o calor a demanda pelo produto aumenta bastante e isso acaba puxando seu preço pra cima". 

Os cereais matinais registraram um aumento que quase 6%. Já as farinhas subiram 3,35% e o fubá subiu 8%.  

"O mercado está de olho no que está acontecendo no Estados Unidos, que é um grande produtor e o maior exportador, que está com sua safra atrasada neste momento e que tende a ser menor do que o previsto, o que acaba puxando o preço pra cima", explica Noventa.

O milho também é muito usado na fabricação de ração animal, mas por enquanto não há previsão de aumento.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON