Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Economia

Advogado dá orientações aos consumidores para evitar fraudes durante a Black Friday

Segundo o especialista, é comum encontrar promoções que são falsas neste período

| ACidadeON/Araraquara


Black Friday 2019 (foto: Matheus Urenha / A Cidade)
Muitos consumidores já estão pensando no dia 29 de novembro: dia da Black Friday. É nesse dia que muitos produtos entram em promoção, mas é importante ter a atenção redobrada e começar a pesquisar os preços dos produtos desde já. Isso para não ser enganado por uma promoção, que na verdade não existe.  

O advogado, especialista em direito do consumidor, Joner Nery destaca os golpes mais comuns na Black Friday.
"Os casos mais comuns são: o não cumprimento do valor, o valor aumentado pouco antes da promoção e outro problema, em especial nas lojas virtuais, é a não entrega do produto ou seja, o consumidor é atraído por valores muito baixos, mas esse site se quer existe".
Joner lembra que a pesquisa anterior é necessária para o consumidor não cair em um golpe e lembra que em outras edições, muitos consumidor saíram no prejuízo.  

"Deste modo, o consumidor tem a certeza que esse produto não está na promoção. O consumidor precisa ter foco no produto que ele quer e não adianta chegar no dia para buscar o produto. Ele precisa estar preparado a partir de já, para verificar o produto que ele quer. Ele chega, analisar o produto que deseja, tirar foto da promoção ou do valor, a partir de agora, e assim, ele pode comparar com os preços apresentados no dia da Black Friday. Pesquisa recente mostra que 60% dos brasileiros estão com intenção de comprar na Black Friday. O importante é pesquisar semanalmente, para poder comparar os preços"  

Eletrônicos e eletrodomésticos são os alvos mais frequentes dos golpes, por conta da demanda. O advogado alerta que todas as compras devem ser registradas (até para servirem de provas caso o consumidor precise) o especialista também explica o que fazer em caso de golpe neste período.  

"O consumidor, munido dessas provas, ele procura o órgão de defesa do consumidor da sua cidade, entrega essas provas e registra a reclamação. A Fundação Procon São Paulo, no dia anterior ao Black Friday e posterior, ela costuma fazer plantão no site do www.procon.sp.gov.br. Nesse caso, o consumidor pode também estar encaminhando essas provas para a Fundação Procon e registrando essa reclamação. Tudo será averiguado e o estabelecimento corre o risco de ser autuado", finaliza Joner.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON