Aguarde...

Economia

Cesta básica araraquarense está quase R$3 mais cara

O preço da cesta básica em Araraquara registrou aumento em fevereiro; o produto está 0,46% mais caro e responde por 63,6% do salário mínimo

| ACidadeON/Araraquara

Cesta básica araraquarense teve aumento de preço (Foto: Reprodução)
 
O preço da cesta básica em Araraquara encerrou o mês de fevereiro 0,46% mais caro que em janeiro. O aumento equivale a R$ 2,79 no valor final da cesta, que fechou o período com valor médio de R$ 611,43.

Os dados são do levantamento realizado pelo núcleo de economia do Sincomercio, realizado em nove supermercados da cidade. A elevação no preço médio da cesta básica foi puxada principalmente pela categoria de alimentos.

A alta sofreu influência do preço do extrato de tomate, que subiu 10,2%; do acém bovino, 8,5% e da cebola 8%, conforme explica o economista Marcelo Cossalter, que integra o núcleo.

"Fatores climáticos influenciaram o preço. o nordeste, por exemplo, está em entressafra e demanda de mais produtos de São Paulo, como a cebola", diz ele.


Na comparação com o primeiro mês do ano, a categoria de alimentos registrou alta de 1,04% enquanto as categorias de limpeza doméstica e higiene pessoal apresentaram elevação e redução nos preços, variando 1,8% e -1,94%, respectivamente.

A pesquisa do Sincomércio revela, ainda, que o preço médio atual da cesta básica representa 63,6% do salário mínimo líquido, que é R$ 961,40. Com uma representatividade tão grande no orçamento familiar, a dica do economista é pesquisar preço para sobrar um dinheirinho no bolso

Coronavírus
Por causa da disseminação do coronavírus, estocar alimentos tem sido prática comum em alguns consumidores em supermercados. Para o Marcelo, essa iniciativa faz os preços subirem ainda mais.

"O conselho é que não haja essa corrida nos mercados para que o preço não suba muito e não haja prejuízo para ninguém", diz ele.

Mais do ACidade ON