Aguarde...

Economia

Balança comercial: região de Araraquara exporta 63,6% a mais em 2020

Levantamento do Ciesp mostra avanço na comparação com 2019; importações registram queda

| ACidadeON/Araraquara

Entre os produtos regionais mais exportados estão aeronaves e aparelhos espaciais (Foto: ACidadeON/Araraquara)
 

Os municípios que integram o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) na diretoria regional de Araraquara fecharam 2020 com alta de 63,6% nas exportações, em comparação com 2019. No total, as 17 cidades da área de cobertura da regional movimentaram US$ 1,55 bilhão no período, contra US$ 950,1 milhões no ano anterior. Já as importações somaram US$ 117,3 milhões, registrando uma queda de 12,5% na comparação interanual. 

Segundo o relatório Balança Comercial das Regionais, desenvolvido por Ciesp/Fiesp, os produtos regionais mais exportados ao longo de 2020 foram aeronaves e aparelhos espaciais (31,5%), preparações de produtos hortícolas (22,2%) e açúcares e produtos de confeitaria (20%), destinados principalmente para os Estados Unidos (28,5%), Países Baixos (18,1%) e Filipinas (6,3%). Por outro lado, as importações se concentraram em máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos (24,3%), produtos de indústrias químicas (11,2%) e plásticos e suas obras (10,1%), com origens na China (22,7%), Estados Unidos (16,2%) e Alemanha (9,5%). 

Entre todas as regionais do Ciesp que registraram alta nas exportações na comparação interanual, Araraquara só ficou atrás de São Caetano do Sul e Sertãozinho. No geral, porém, o Estado registrou quedas de 9,5% e 13,4% nas exportações e importações no último ano, respectivamente, pouco acima dos números nacionais, que tiveram baixas de 6,9% e 10,4%, de acordo com a Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia. 

"Mesmo com todas as dificuldades que se apresentaram no último ano, podemos avaliar que a indústria regional alcançou índices positivos, impulsionada pelo setor aeronáutico e de produtos hortícolas. Vale ressaltar também que esses números poderiam ser maiores, já que muitas empresas do entorno realizam exportações por cidades portuárias ou com aeroportos ativos, como Campinas e Santos, por exemplo, e registram movimentações nesses municípios e não nos locais de origem", afirma Ademir Ramos, diretor titular do Ciesp - Regional Araraquara. 

Animadores, os dados do relatório geram ainda boas expectativas para os próximos meses. "Isso mostra que estamos no caminho certo e, pelas primeiras projeções que tivemos acesso, indicam a retomada dos fluxos de comércio e do saldo comercial em 2021, com meta de fecharmos este ano com a balança positiva em US$ 50 bilhões nacionalmente", prevê o diretor do Ciesp.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON