Aguarde...

Economia

Empreendedores de Araraquara apostam em lives para vender mais

Transmissões ao vivo pelo Instagram com produtos promocionais ou temáticos ajudam a driblar a crise econômica na pandemia

| ACidadeON/Araraquara


Up Make Up e Régia Moda começaram a fazer lives na época do lockdown (Fotos: Arquivo Pessoal)
Em meio à crise econômica causada pela pandemia do coronavírus, a criatividade é algo fundamental para os empreendedores. Para vender sem que os clientes precisem sair de casa, muitos estabelecimentos aderiram à "live de vendas", uma nova modalidade do Instagram que ajuda a driblar as restrições de atendimento neste período. 

A loja de cosméticos Up Make Up começou a fazer lives no período de lockdown, em que nem a venda por delivery era permitida. "Já fizemos mais de dez lives, com produtos promocionais, com venda de marcas específicas, com nossa maquiadora se maquiando e dando dicas e também com parceiros, como uma dermatologista que deu dicas de cuidados com a pele usando nossos produtos", explica a empresária Bruna Morganti Treu, de 34 anos. 

Como funciona uma live de vendas? A loja faz uma transmissão ao vivo no instagram, mostrando os produtos e passando o valor. Quem quiser aquela peça comenta e os atendentes reservam, podendo o cliente buscar depois na loja ou receber em casa. No caso das lives feitas no lockdown, os produtos eram guardados para serem retirados depois. 

O diferencial da live de vendas é que normalmente são produtos únicos com preços promocionais, o que atrai o público e prende a atenção dos internautas, que ficam atentos para comentar primeiro quando veem um produto do qual gostaram. "Começamos a colocar um sorteio no final da live para incentivar que as pessoas ficassem até o fim. Damos um super desconto, mas só vale pra quem está assistindo a live, é um benefício pra quem participa", explica Bruna. 

Não existe um formato fixo, cada marca adequa a live para seu público, oferecendo descontos, benefícios e usando da criatividade para atrair e manter o público. No caso da Up Make Up, as lives são mais divertidas e espontâneas. "É uma estratégia bacana porque muita gente prefere comprar sem sair de casa", finaliza.  

Loja colaborativa Ê.Mana Artes faz lives temáticas, sempre com frete grátis e sorteio (Foto: Arquivo Pessoal)

LIVES TEMÁTICAS
A loja colaborativa Ê.Mana Artes também já fez algumas lives, sempre alinhadas com algum tema. "Já fizemos live mostrando coleções novas de uma expositora, live com produtos em promoção, com dica de produtos para o dia das mães e agora faremos outra para o dia dos namorados", conta a empreendedora Carolina Oliveira, 31. 

Quem compra durante a live sempre ganha benefícios, além dos descontos nos produtos, como frete grátis. "No final fazemos uma pergunta sobre a loja e quem acerta a resposta ganha um brinde também! Isso incentiva as pessoas a assistirem até o final", explica. 

A loja começou a fazer as lives por sugestão de uma das expositoras e têm sido excelente. "É uma maneira mais atrativa de mostrar os produtos para os clientes e com os benefícios que oferecemos eles se sentem incentivados a comprar, todo mundo ganha. Também sentimos um efeito muito legal, as lives nos aproximam mais do público por serem espontâneas e os clientes terem a opção de participar ativamente também", avalia. 

FOCO NAS PROMOÇÕES
A loja Régia, de roupas e acessórios, também aderiu às lives como uma estratégia de vendas, principalmente na época em que não era permitido o atendimento presencial. "As primeiras lives fizemos de promoções. Percebemos que quando mostramos muita coisa, o cliente fica perdido, então agora fazemos de forma setorizada. Lives só de calças, depois só de bolsas, por exemplo" explica a empresária Andressa Silva, 37. 

Durante a live, a forma de pagamento é facilitada e são realizados sorteios. "No nosso setor, live de promoção tem mais vendas na hora. As lives com lançamento de coleção não costumam vender na hora, mas vende depois pois deixamos a live salva. Acaba sendo uma vitrine virtual também", avalia. Andressa também ressalta que a live é mais um canal de vendas, mas não gera o mesmo retorno das vendas na loja física.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON