Publicidade

economia

Com 11% de alta em abril, etanol é o campeão dos reajustes

Levantamento analisou os preços em 70 postos de Araraquara; na sequência, aparecem o óleo diesel, gasolina comum e o gás de cozinha

| ACidadeON/Araraquara -

 

Média do preço do litro do etanol saltou para R$5,06 em abril, em Araraquara (arquivo: José Luis Coelho)

O etanol foi o combustível que ficou mais caro, em abril, em Araraquara. A alta foi de 11,24% em relação a março, segundo o Núcleo de Economia do Sincomércio Araraquara, com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). 

O levantamento analisou os preços em 70 postos do Centro, Jardim Marivan, Jardim Nova América, Jardim Primavera, Jardim Quitandinha, Jardim Roberto Selmi Dei, Jardim Santa Clara, Jardim Tabapuã, São Geraldo, Vila Racy, Vila Santana, Vila Velosa e Vila Xavier. 

Na sequência do etanol, aparecem o óleo diesel com alta de 5,28%, a gasolina comum com 4,19% e o gás de cozinha com 3,62%.  

Na última segunda-feira (09), a estatal anunciou aumento de 8,87% do diesel cobrado em suas refinarias. Antes disso, em março, a empresa havia aplicado reajuste de aproximadamente 25% no diesel, 19% na gasolina e 16% no GLP.

Segundo João Delarissa, economista do Sincomercio Araraquara, a tendência de alta nos preços segue atrelada aos reajustes promovidos pela Petrobras. "A medida já era esperada diante da valorização do petróleo no mercado internacional e da política adotada pela Petrobras, que, desde 2016, adota o preço de paridade de importação", avaliou o economista. 

RETROSPECTO 

Em março, o litro do etanol era encontrado, em média, por R$ 4,55. No mês seguinte subiu para R$ 5,06. Na análise dos últimos 12 meses, a alta acumulada foi de 41%. 

Entre março e abril, o litro do óleo diesel ficou, em média, R$0,36 mais caro. A média do combustível passou de R$6,14 para R$6,50. Em 12 meses, o reajuste foi de 55,61%. 

O litro da gasolina ficou passou de R$6,61 para R$ 6,88, ou seja, R$0,27 mais caro. No acumulado de 12 meses, a alta é de 32,72%. 

Já o gás de cozinha ficou R$4,27 mais caro, entre março e abril. O preço do botijão de 13kg saltou de R$118,02 passou para R$122,29. Em 12 meses, acumula alta de 33,36%.

Publicidade