Publicidade

economia

Empréstimos da Desenvolve SP para a região superam R$25 mi

Ao todo, foram 128 contratos; somente em Araraquara, o volume de financiamento totalizou R$5,9 milhões

| ACidadeON/Araraquara -

 

Presidente do Desenvolve SP, Sergio Gusmão Suchodolski, destaca o apoio da Instituição para o desenvolvimento do estado no pós-pandemia

Desde o início da pandemia, empresas e prefeituras da região receberam mais de R$25 milhões de reais em empréstimos pelo Desenvolve-SP. Somente em Araraquara, o volume de financiamento totalizou R$5,9 milhões. 

Ao todo, foram 128 contratos nas linhas de crédito. No setor público, as prefeituras da região financiaram R$ 4,8 milhões. 

Do total financiado para a região, cerca de 70% foram destinados à capital de giro. Ou seja, R$17,4 milhões utilizados para manter negócios em funcionamento. Os demais recursos foram aplicados em projetos de investimento, modernização ou ampliação, e aquisição de máquinas e equipamentos. 

O comércio foi responsável por R$7 milhões dos valores desembolsados e liderou o volume de financiamentos. Em seguida estão os setores de serviços (R$ 6,7 milhões), indústria (R$ 6,4 milhões) e agronegócio (R$ 106,1 mil). 

A Michele Fernanda Assalvi é gerente de uma loja de autopeças, em Araraquara. Ela contou que foi necessário recorrer a um suporte financeiro pra que o negócio, quando as medidas de restrição impostas pela pandemia de covid-19 ficaram maiores. 

"O capital de giro que você tem, utiliza para suprir o tempo que fica parado, o serviço diminui. Então, o dinheiro foi bem vindo para investir em coisas que a gente precisava fazer", disse à rádio CBN Araraquara. 

Durante sua participação no Agenda Araraquara, o presidente do Desenvolve-SP, Sérgio Gusmão, disse que a agência de fomento cumpriu seu papel de atuar para auxiliar as empresas e prefeituras no auge da pandemia. 

Ele reforçou que a principal finalidade da agência é fazer com o recurso chegue na ponta para quem mais precisa. 

"Durante a pandemia, nós pudemos executar programas em vários segmentos, desde o microcrédito até o crédito para micro e pequenas empresas", afirmou.

Publicidade