Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

esportes

Promessa araraquarense no UFC, Livinha planeja próxima luta em fevereiro

Atleta afirmou em entrevista que deseja se aproximar do público brasileiro, além de voltar a trazer alegria aos fãs de MMA no país

| ACidadeON/Araraquara

Nova promessa brasileira no MMA feminino, Livinha Renata Souza, de Araraquara, já planeja os próximos passos após uma estreia fulminante contra Alex Chambers em setembro. Em entrevista ao site MMA Fighting, a atleta do UFC também afirmou que espera se aproximar do público brasileiro e voltar a trazer alegria ao país por meio do esporte.

A peso-palha brasileira contou ao portal ACidade ON Araraquara que a perspectiva é de lutar nos Estados Unidos já no início de 2019, no mês de fevereiro. A ideia é participar do evento do UFC previsto para ocorrer em Phoenix, no estado do Arizona.

No início de dezembro, a araraquarense expressou a intenção de enfrentar outra promessa feminina, a americana Maycee Barber, que estreou pela organização em novembro deste ano. "Quero lutar contra ela. Ela estava pedindo por uma luta, está vindo de uma vitória", contou ao site americano.

Apesar da vontade de enfrentar Barber em Fortaleza no dia 2 de fevereiro, Livinha afirma que a mentalidade é a de lutar contra qualquer uma e em qualquer lugar. "Tragam ela ou qualquer outra garota para lutar contra mim em meu país ou qualquer outro lugar. O que o UFC quiser, eu estou dentro, mas se pudesse escolher, gostaria mesmo é de lutar aqui para ficar mais íntima do público brasileiro. Foi incrível lutar aqui. Eu tenho certeza que vou dar ao povo brasileiro muita alegria no esporte", comentou.

Souza, que lutou no Brasil pela primeira vez em quatro anos quando bateu Chambers em São Paulo, afirma que a equipe do UFC tem passado confiança de que a atleta pode continuar a crescer na organização e integrar a nova geração de lutadores do país.

Aos 27 anos, Livinha também promete honrar os lutadores da antiga geração dentro do octógono, além de popularizar ainda mais o MMA no país. "Eu vou dar minha vida para fazer pelo menos 1% da história que a geração passada fez. Se possível, quero conquistar cinturões e colocar o esporte onde pertence: no topo. Nós já provamos que somos talentosos, que o Brasil é um país de guerreiros. Se [os oponentes] vierem para cá pensando que estamos mortos, vamos provar que estão errado", finalizou.   

A araraquarense Livinha Renata Souza (Foto: Amanda Rocha)


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook