Publicidade

esportes

Araraquara monta novo time de basquete e traz armador Nezinho

A equipe AZ Basquete Araraquara será comandada pelo técnico Fábio Appolinário, em competições de acesso ao NBB

| ACidadeON/Araraquara -

 

O araraquarense Nezinho, medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2007, será o armador do novo time de basquete da cidade (Foto: Reprodução)

 

Araraquara tem um novo time adulto de basquete masculino. Com o nome de AZ Basquete Araraquara, a equipe está sendo implantada pela Prefeitura de Araraquara, através da Fundesport, em parceria com a AZ Colégio e Cursos, rede educacional com sede em Ribeirão Preto. A grande atração do time é a presença do armador Nezinho, que chega com bagagem de títulos e passagens pela Seleção Brasileira.

Nascido em Araraquara e hoje com 40 anos, Welington Reginaldo dos Santos, o Nezinho, vem de uma família que respira o basquetebol. É sobrinho de Roseli Gustavo, que coleciona conquistas com a Seleção Brasileira, entre elas o Mundial de 1994 e a medalha de prata nas Olimpíadas de Atlanta em 1996. A tia também motivou as outras sobrinhas, as irmãs Karen e Silvia, ambas com passagens pela Seleção.

Entre as façanhas de Nezinho estão conquistas nacionais e a histórica medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos de 2007 pela Seleção. Em 2021, o araraquarense defendeu o BRB/Brasília e atingiu o número de 5 mil pontos marcados no Novo Basquete Brasil (NBB), marca que até hoje só foi atingida por nove atletas.

Com passagens por equipes como COC/Ribeirão Preto, Lobos Brasília, Limeira, Franca, Vasco da Gama, Universo/Brasília e Brasília Basquete, o jogador se mostra empolgado com a volta para casa. "Saí de Araraquara com 14 anos para realizar meu sonho de ser jogador de basquetebol e nunca tive a oportunidade de defender as cores da minha cidade. Voltar hoje, com 40 anos, é uma alegria imensa. Em minha carreira, sempre estive distante da minha família e hoje me sinto abençoado e agradecido porque terei a oportunidade de ver meu pai, irmão e sobrinhos torcendo por mim na arquibancada. Isso me deixa muito animado para fazer o meu melhor nos treinos e nos jogos", declarou.

Ele agradeceu o apoio da Prefeitura de Araraquara e o patrocinador do time. "O Edinho é o idealizador do projeto e só tenho a agradecer pelo empenho. Agradeço também a Chaim Zaher, por acreditar no projeto e ser nosso primeiro parceiro e peça determinante para concretização do basquete na cidade", acrescentou.

PROJETO

O próprio Nezinho participou da implantação do projeto e da montagem do elenco. O técnico do time é Fábio Appolinário, que no final de 2021 conquistou o título do Campeonato Paulista de Basquete Feminino à frente do Sesi Araraquara. Também compõe a comissão técnica o ex-pivô Luís Fernando de Souza, que defendeu o extinto time da Uniara no início dos anos 2000. "Eu, o Fábio e o Luís sentamos e analisamos os nomes para compor nosso grupo. Hoje contamos com 12 atletas no elenco e planejamos fechar o grupo com 13 jogadores até a próxima terça-feira", adiantou Nezinho.

O time treina desde o 3 de dezembro, com a parte física sendo realizada na academia de musculação do Gigantão e os treinos com bola no Ginásio da Pista, já que a quadra do Gigantão passa por reformas. Além de Nezinho, o elenco conta no momento com os armadores Nestor e Thierry, os alas Lucas Vezaro, Gustavo Scaglia, Jaiminho e Jackson, e os pivôs Guilherme Estevão, Rafael Stabile, Nicolas Oliveira, Felipe Esteves e Pajé.

RECUPERAÇÃO

Nezinho, no entanto, está impossibilitado de treinar nos próximos dias, já que foi positivado para Covid-19 e cumpre quarentena em sua residência. Ele se encontra assintomático e estará liberado na próxima terça-feira (11) para retomar às atividades.

O primeiro desafio do AZ Basquete Araraquara será o Campeonato Brasileiro da Confederação Brasileira de Basketball (CBB), divisão de acesso ao NBB, competição que reúne as maiores potências da modalidade no Brasil.

O campeonato inicia no dia 17 de fevereiro e, por conta do aumento de casos de covid-19, será disputado no sistema de "bolha", ou seja, com os jogos em sede única. O primeiro e o segundo turnos serão disputados em Santa Catarina, com uma parte dos jogos em Brusque e outra em Blumenau. "Se classificarmos, teremos a oportunidade de trazer uma bolha para Araraquara e assim poderemos jogar em casa ", disse Nezinho.

ROSELI

Roseli Gustavo comemorou o retorno do sobrinho à cidade. "Estou feliz por ter o Nezinho de volta, assim como os araraquarenses que são amantes do basquete. Ele saiu daqui muito novo e essa volta é muito importante, um espelho para as crianças. Sempre vimos ele como adversário e agora ele jogará aqui. É muito importante essa parceria do poder público com o setor privado e esse patrocínio vai auxiliar muito o projeto. O apoio das empresas é muito importante, ainda mais nesse momento", concluiu.

Mais notícias


Publicidade