Aguarde...

ACidadeON

Voltar

esportes

Acordo entre Ferroviária e investidor está próximo de desfecho

Diretoria da Locomotiva está em São Paulo para acertar detalhes do contrato com grupo investidor

| ACidadeON/Araraquara


Meta de investidores seria levar o time de Araraquara a Série B em cinco anos. (Foto: Amanda Rocha)
 

A novela envolvendo o futuro da Ferroviária e um possível investidor para tocar o clube está próxima de um desfecho. Interlocutores dão como certo o negócio que envolve a aquisição de uma fatia significativa da Ferroviária S.A.  

De acordo com o presidente do Conselho Deliberativo e ex-presidente da Ferroviária, Welson Alves Júnior, o Juninho, a reunião prevista para acontecer nesta quarta-feira (13) em Araraquara, em que seria colocada em votação a aprovação do contrato com o novo parceiro, foi remarcada para a próxima terça-feira (19), às 19 horas.  

Isso porque o presidente da Locomotiva, Carlos Salmazo, o diretor de futebol, Roque Júnior, e outros membros da diretoria ainda estão em São Paulo acertando os detalhes finais do contrato, o que deve ser finalizado nos próximos dias.  

A informação que ganhou força é de que um grupo de investidores, liderados por um dos herdeiros das Casas Bahia, Saul Klein, e pelo mega-empresário do mundo do futebol, Giuliano Bertolucci, estaria disposto a comprar ao menos 49% das ações da Ferroviária SA e investir pesado nas categorias de base e na equipe profissional.   

LEIA TAMBÉM 

Empresário estaria interessado na compra de ações da Ferroviária  

Ferroviária se reúne com grupo que deseja investir no clube

Segundo apurado, seriam dois os objetivos principais desse grupo investidor: colocar a Ferroviária na série B do Campeonato Brasileiro e revelar jovens talentos da base.  

Ainda segundo informações extra-oficiais, já que o clube não comenta a negociação, o aporte financeiro para a montagem do elenco para o ano que vem seria duplicado em relação ao que foi gasto neste ano.  

Outra informação que circula pelos bastidores da Ferroviária, é que tanto o técnico Vinícius Munhoz, quanto o diretor de futebol, Roque Júnior, não seriam afetados caso o acordo com esse grupo seja fechado.  

Outro ponto que está gerando apreensão dos torcedores seria a possibilidade da Ferroviária, após a concretização do negócio, ser levada para outra cidade, como já aconteceu em outras parcerias entre clubes e empresas.  

Porém, de acordo com o presidente do Conselho, Juninho, essa hipótese está descartada e, inclusive, deve ser uma das cláusulas do novo contrato.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON