Aguarde...

esportes

Morre Edite Alves de Souza, torcedora símbolo da Ferroviária

Araraquarense morreu aos 87 anos e sepultamento está previsto para essa terça-feira (24), às 17 horas, no cemitério das Cruzes

| ACidadeON/Araraquara

Dona Edite era apaixonada pela Ferroviária (Foto: Divulgação/AFE)
A Ferroviária perdeu sua torcedora símbolo nesta terça-feira (24). Edite Alves de Souza morreu - causa não foi informada -, aos 87 anos, em Araraquara e ficou conhecida por sua paixão pela Locomotiva Grená. O prefeito Edinho Silva (PT) e o clube prestaram homenagens e Edite, que está sendo velada no Memorial Fonteri e será sepultada, às 17 horas, no cemitério das Cruzes.   

A rotina de Edite era acompanhar os jogos da Ferroviária na Fonte Luminosa, local que considerava como sua segunda casa. Com isso, se tornou torcedora símbolo da Locomotiva, por estar vestida com sua camisa grená e acompanhada de seu rádio de pilha nas arquibancadas do estádio. Ao longo do tempo, por causa das dificuldades de locomoção, essa rotina no estádio diminuiu, mas o amor pela Locomotiva permanecia. Uma de suas últimas idas a Arena da Fonte, em 2018, foi registrada pelo site do clube (clique e leia texto).

Confira a nota da Ferroviária: 

É com muito pesar que a Ferroviária se despede de Dona Edite, torcedora símbolo da Locomotiva.

Edite Alves de Souza foi figura constante na Fonte Luminosa por muito tempo. Em matéria publicada no site oficial da Ferroviária, ela falou sobre o seu carinho pelo clube: "Eu estava passando por aqui, um dia, vim assistir a uma partida e gostei. Depois, estava aqui com sol, com chuva, em todos os jogos."  

A Ferroviária presta suas homenagens e deixa sua condolência aos familiares de Dona Edite. 

Confira nota do prefeito Edinho Silva (PT): 

Siga em paz, Dona Edite, torcedora símbolo da Ferrinha e exemplo de cidadania

Com grande tristeza recebi a notícia do falecimento da amiga, moradora do Jardim Primavera, Dona Edite Alves de Souza. Torcedora fanática da Ferrinha e liderança nos Jogos Regionais dos Idosos, ela sempre esbanjou alegria e energia por onde esteve.

Conhecia dona Edite há muito tempo. Figura sempre presente nos jogos da Ferroviária. No meu governo anterior, também foi conselheira do Orçamento Participativo e frequentava a maioria das Plenárias realizadas nos bairros. Uma pessoa com uma linda trajetória de vida e que sempre buscou contribuir para os avanços na nossa cidade.

Em abril de 2018, recebi a Dona Edite no meu gabinete e fui presenteado com um quadro feito por ela própria, o qual, claro, se trata de uma homenagem aos jogadores da nossa Locomotiva Grená. Segundo ela, na ocasião foi inspirado pela lembrança de Sidnei Alástico, meio campista da Ferroviária nos anos 80. Logo em seguida, fiz questão de leva-la comigo para ver a ferrinha jogando na Arena da Fonte, momento este de muita emoção.

Siga em paz, minha amiga. Deixo aqui meus sinceros sentimentos e um abraço fraterno a todos os familiares neste momento de profunda dor. Dona Edite era uma pessoa extremamente querida, de uma grandeza imensa. E eu sou muito grato pela amizade e o carinho de sempre.


Mais do ACidade ON