Aguarde...

esportes

Ex-supervisora da Ferroviária reforça gestão do futebol feminino na FPF

Nuty, de 26 anos, atuará ao lado da coordenadora Ana Lorena Marché, que também foi dirigente nas Guerreiras

| ACidadeON/Araraquara

Nuty irá reforçar departamento de futebol feminino da FPF (Foto: Rodrigo Corsi/FPF)
 

A Federação Paulista de Futebol (FPF) tem um importante reforço no Departamento de Futebol Feminino: Nuéli Silveira, a Nuty, 26, ex-jogadora de futsal e futebol, e ex-supervisora do time feminino da Ferroviária. Na FPF, Nuty atuará como Analista de Futebol Feminino, repetindo a parceria dos tempos do clube de Araraquara com a coordenadora Ana Lorena Marché. 


"Procurei atuar nos bastidores para que as atletas de hoje não passem pelos perrengues que eu já passei. Meu objetivo na Ferroviária foi melhorar as condições de trabalho das atletas, e agora na Federação, falando diretamente com os clubes, o objetivo será o mesmo: trabalhar para que as meninas tenham mais competições e mais condições em seus clubes"

Atleta do futsal com rápida passagem pelo futebol de campo com a camisa da Ferroviária, Nuty Silveira tem uma carreira vitoriosa nas quadras e ainda fez parte do elenco das Guerreiras Grenás na conquista da Copa Libertadores da América de 2015. Devido a seguidas lesões no joelho, focou na conclusão da faculdade de Administração de Empresas e em estágios na área corporativa.

Nuty retornou ao clube no cargo de supervisora em 2017 quando, ao lado de Ana Lorena, trabalhou na reestruturação do projeto de futebol feminino que, mais tarde, viria a conquistar o título brasileiro e o vice-campeonato da Libertadores em 2019.

Recordando o legado deixado por Aline Pellegrino na FPF, Nuty enumerou prioridades para a temporada. "Temos de dar sequência ao que vem sendo realizado no Paulistão, que é um produto muito atrativo. Porém, o que vai manter qualquer projeto a médio e longo prazo é continuar tendo uma atenção enorme nos campeonatos de base e na formação e desenvolvimento de comissões técnicas. Não adianta ter só um campeonato forte, com atletas acima da média e não ter sequência daqui alguns anos", completou.

Mais do ACidade ON