Aguarde...

esportes

Pintado relembra mortes e diz ser contra realização de jogos

Técnico da Ferroviária falou que 'é preciso proteger familiares durante o pior momento da pandemia'

| ACidadeON/Araraquara

Técnico Pintado concedeu entrevista coletiva, nesta sexta-feira (5) (Foto: Divulgação/Tiago Pavini/AFE)
 

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (5), o técnico da Ferroviária, Pintado, relembrou milhares de mortes pela Covid-19, inclusive de esportistas, e se posicionou contra a realização de competições esportivas durante o avanço da pandemia. 

"O que todos nós temos preocupação é com a segurança da nossa família. Eu também sou contra a continuidade dos campeonatos, nós estamos passando pelo pior momento da pandemia e perdemos amigos, parentes, pessoas comuns e famosos no futebol. Tenho certeza que se eles [vítimas fatais do novo coronavírus] pudessem escolher entre paralisar por 15 ou 20 dias para lutar pela família e depois conseguir a recuperação financeira, escolheriam essa oportunidade do que terem ido embora", desabafou. 

O treinador ainda disse que "não quer individualizar e dizer que o esporte é mais importante que outra classe" e lembrou a dificuldade que muitos profissionais da modalidade e de baixa renda enfrentam para garantir salário. 

"Nem todos no futebol ganham bem, uma mínima parte tem condições de construir um patrimônio para sobreviver. Ao mesmo tempo que ninguém consegue trabalhar aqui por 65 anos para se aposentar e conseguir direitos no Brasil", concluiu Pintado. 

Na quarta-feira (3), a Federação Paulista de Futebol (FPF) informou, em nota, que as competições organizadas estão mantidas, seguindo os rigorosos protocolos de saúde aprovados pelo Centro de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo. 

A entidade ainda disse que "o Protocolo de Saúde foi elaborado pelo comitê médico da FPF, junto aos médicos dos clubes, com uma série de restrições e obrigatoriedades de testes constantes".

Mais do ACidade ON