Ferroviária e Santos, um confronto carregado de histórias Ferroviária e Santos, um confronto carregado de histórias

Ferroviária e Santos, um confronto carregado de histórias

Ferroviária e Santos jogam neste domingo (09), na Fonte Luminosa, pela Copinha, levando adiante a tradição de duas camisas emblemáticas do futebol paulista

Bazani e Pelé, os maiores craques de Ferroviária e Santos (Foto: Reprodução)

Os times de base de Ferroviária e Santos se enfrentam neste domingo (09), às 19 horas, na Arena da Fonte Luminosa, pela Copa São Paulo de Futebol Júnior, com o peso da tradição que envolve as duas equipes. 

A Ferroviária, um dos mais tradicionais clubes de futebol do interior de São Paulo, e o Santos, de tantas glórias e bicampeão mundial, fizeram jogos inesquecíveis e imortalizaram muitos personagens, principalmente nas décadas de 1950 e 1960. 

As histórias relacionadas aos jogos entre os dois times passam pelas vitórias da Ferroviária de Bazani e companhia sobre o 'Santos de Pelé' e o testemunho dos antigos torcedores grenás sobre o zagueiro Rodrigues, da Ferroviária, ter sido um dos maiores marcadores do Rei. 

Além disso, tem o quase encontro entre Pelé e Jean-Paul Sartre em 4 de dezembro de 1960, quando o filósofo francês veio participar de uma conferência em Araraquara e o Santos veio jogar com a Ferroviária na Fonte Luminosa. 

Agora, os dois times se enfrentam pensando no futuro, colocando seus times de base em campo, de olho nos craques que podem surgir e ajudar a perpetuar as memórias de duas das camisas mais emblemáticas do futebol paulista.

Mais Notícias

Mais Notícias