Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

Lazer e Cultura

'Bem vindo a Sodoma' é destaque na programação do Sesc Araraquara

Filme trata da consciência ambiental e descarte irregular de lixo eletrônico; exibição é nesta terça-feira (17) e é gratuita

| ACidadeON/Araraquara

 

'Bem vindo a Sodoma' é atração nesta terça-feira (17) no Sesc Araraquara. (Foto: Divulgação)

Nesta terça-feira (17), às 20 horas, tem exibição do filme bem vindo a Sodoma no Sesc Araraquara. A atividade faz parte da 8ª edição da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental. A entrada é gratuita.  

O filme conta a história dos moradores de Ablobluchie, em Gana, um dos lugares mais contaminados do planeta. Agbogbloshie é o maior depósito de lixo eletrônico do mundo.  

Cerca de seis mil mulheres, homens e crianças vivem e trabalham neste lugar. Os moradores chamam Agbogbloshie de Sodoma. Uma referência à história bíblica de uma cidade destruída por Deus com fogo e enxofre.  

Todos os anos toneladas de computadores, smatphones, tanques de ar condicionados e outros lixos eletrônicos terminam em Sodoma, ou Agbogbloshie, ilegalmente.  

No filme, as vozes intimistas de vários protagonistas permitem uma visão profunda da vida e do trabalho no local. Além disso, faz uma reflexião sobre a era tecnológica.  

Na sinopse do filme está escrito: "se todos aqui estão, de uma maneira ou de outra, vivendo das bênçãos da era do computador, muitos morrem delas - Sodoma é como uma besta. Às vezes, você mata a besta, às vezes a besta mata você".
Após o filme terá um bate-papo com a Simone Oliveira, gerente de Gestão Ambiental e Sustentabilidade do Departamento Autônomo de Água e Esgotos (DAAE).  

Simone irá fazer um paralelo entre a realidade de Agbogbloshie e a de Araraquara. Para ela, a era do consumo e o descarte correto não estão caminhando juntos.  

"O problema maior hoje é em função da sociedade de consumo que a gente vive. E desse imediatismo que a gente tem em relação a troca de material eletrônico, então tem uma imposição do mercado e a gente também acaba aderindo a isso. Acho que o problema maior realmente é de como descartar o material, porque uma situação não está em sintonia com a outra. A gente não tem um processamento do que foi descartado. É aí que está esse grande nó", defende.  

Em Araraquara diferentes campanhas são realizadas para conscientização da população. Segundo Simone, o cenário tem melhorado.  

"É claro que a gente ainda tem descarte desse tipo de material em local que não deveria, mas é uma questão de trabalhar cada vez mais com a população essa orientação sobre os pontos de recebimentos, sobre o mal que causa para o ambiente e a saúde humana quando é descartado de forma inadequada. Aqui em Araraquara a gente tem os bolsões, a Casa Caibar Schutell que recebe e coisas menores, como pilhas, a gente tem algumas farmácias que recebem. Os comércios que vedem as lâmpadas, também recebem as que foram usadas", explica.  

A exibição de Bem Vindo a Sodoma será às 20 horas, no Sesc Araraquara, e a entrada é gratuita. O Sesc fica na rua Castro Alves, (16), 1315.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON