Aguarde...

Lazer e Cultura

AAL quer criar projeto para homenagear Ignácio de Loyola Brandão

Loyola tem mais de 40 livros publicados, entre romances, contos, crônicas, relatos de viagens e livros destinados ao público infantil

| ACidadeON/Araraquara

Ignácio de Loyola Brandão é o novo imortal (Foto: Amanda Rocha)
A Academia Araraquarense de Letra (AAL) pretender criar na cidade, nos próximos meses, o programa cultural "Roteiros de Ignácio de Loyola Brandão", em homenagem ao escritor. Em outubro do ano passado, Loyola se tornou imortal ao assumir a cadeira número 11 da academia brasileira de letras. 

De acordo com o presidente da academia araraquarense, Fernando Passos, o projeto visa destacar os locais da cidade por onde o imortal passou fazendo história. A iniciativa valorizaria ainda mais o trabalho do escritor e servia de incentivo à leitura para os jovens e turistas da cidade.

"Eu queria fazer aqui em Araraquara, pela academia, o roteiro Ignácio de Loyola Brandão. Então, primeiro, na entrada da cidade vão ter as placas Araraquara, terra do imortal Ignácio. Em frente a casa que ele nasceu, deve ter a placa Aqui nasceu Ignácio de Loyola", com uma historinha e até indicar um livro de leitura. Depois, aqui estudou Ignácio e o roteiro termina na biblioteca municipal, com o Espaço Ignácio de Loyola, com busto dele e os livros de sua autoria. Isso vai incentivar o gosto das pessoas pela leitura, segundo o entendimento da academia", explica Passos.

Para que o projeto se concretize, passo se reuniu com a prefeitura de Araraquara para buscar apoio para a criação do roteiro cultural e artístico e também para a criação também de um espaço cultural. Segundo presidente, o apoio de empresários da cidade também é muito importante para a concretização do projeto.  

Ignácio de Loyola Brandão tomou posse da cadeira 11 na Academia Brasileira de Letras (Foto: Reprodução/Globo)
Outra iniciativa encabeçada pela academia araraquarense, que deve ganhar corpo com mais facilidade, é um promove o rodízio de livros entre as pessoas. A ideia é espalhar livros dos mais diversos tipos em lugares públicos, especialmente os pontos de ônibus. A pessoa pode ler o livro e, depois, entregar em outro ponto da cidade.

"O nome do Ignácio e o fato dele ser imortal deve ajudar a desenvolver o gosto da leitura, principalmente entre os nossos jovens e crianças. Nós precisamos difundir o gosto pela leitura. Queremos fazer uma campanha bem grande para arrecadar esses livros primeiro. Assim, os membros da academia vão catalogar os livros, colocar um adesivo, para que a pessoa leve o livro, mas devolva no mesmo ponto que pegou. Mas a nossa ideia é ir nas casas mesmo. Passar com carro de som e chamar nas casas, principalmente onde possa ter mais livros", destaca.

Agora, a academia araraquarense de letras e a secretaria municipal de cultura deverão elaborar um projeto de lei instituindo essas duas iniciativas, que inclusive será encaminhado à câmara municipal como um plano municipal de incentivo à cultura.

Loyola tem mais de 40 livros publicados, entre romances, contos, crônicas, relatos de viagens e livros destinados ao público infantil. O escritor chegou à ABL com uma carreira de 54 anos de atividade na literatura e também no jornalismo, onde atuou nos principais jornais do brasil.


Mais do ACidade ON