Aguarde...

Lazer e Cultura

Ilustrador araraquarense Lucas Tannuri ganha prêmio internacional

Ele ilustrou a música 'A Lápide' do também araraquarense Zé Henrique Martiniano; a ilustração venceu na categoria votação popular

| ACidadeON/Araraquara

Ilustrador araraquarense ganha prêmio português (Foto: Reprodução)
 
O ilustrador araraquarense Lucas Tannuri, de 39 anos, foi premiado na quinta edição do "Bang Awards Festival Internacional de Cinema de Animação", realizado anualmente em Portugal. A animação "A lápide", produzida por ele, concorreu na categoria "votação do público" e foi a preferida do internauta, com 1.050 votos. Ao todo, 400 peças de diversos países concorreram.

Inicialmente, a animação em forma de clipe foi feita sob encomenda para a promoção de uma canção, que leva o mesmo nome, composta pelo músico e arranjador araraquarense Zé Henrique Martiniano. A música é baseada nos escritos da lápide do Allan Kardec, principal personagem da filosofia espírita: "Nascer, morrer, renascer ainda... E progredir, sem cessar. Tal é a lei."

Depois de concluir o trabalho, que durou cerca de três meses, Lucas decidiu inscrever a animação no concurso português. Flertando com darwinismo, a produção, de acordo com o artista, tenta traduzir a evolução da vida em suas várias formas e integrações, colocando a natureza e seus elos como personagens principais.

"Coloco o homem e a natureza como sendo um todo, em uma evolução e de alguma forma os raciocínios se casaram trazendo a ideia da evolução e da natureza como um todo. Fiquei muito feliz com o prêmio porque estava no meio de grande animadores do mundo", diz Tannuri. 

Para o músico Zé Martiniano, que admira o trabalho de Lucas, houve perfeita sintonia com a sua canção.  

"Cnheço o LUcas a bastante tempo e vi estas animações e achei bacana e de muita sensibilidade e ganhar este prêmio foi uma honra. Os desenhos capitaram muito o que a música queria dizer e de uma forma poética", reforça Martiniano.

Embora a animação não seja a sua praia, o ilustrador também já foi premiado no concurso "Arte como Respiro: Múltiplos Editais de Emergência", organizado pelo Itaú Cultural em junho deste ano. O artista criou o curta "A Face Oculta da Lua", uma reflexão sobre os reflexos da pandemia na sociedade.

Na plataforma oficial do prêmio o clipe produzido pelo ilustrador araraquarense conta com quase 19.300 visualizações. Mais do que dobro do segundo, de Santa Catarina. O ilustrador deverá receber uma premiação em dinheiro.

O Bang Awards tem o objetivo de fomentar o interesse pelo cinema de animação, aliando as produções à cultura, à inovação e à tecnologia.  
 
VEJA AQUI A ILUSTRAÇÃO E OUÇA A MÚSICA.