Aguarde...

divirta-se

Sete dicas de filmes para quem está estudando na quarentena

Em meio à pandemia da covid-19, produções cinematográficas são boas opções para complementar estudos

| ACidadeON/Araraquara

"1917" é drama de guerra com trunfo visual (Foto: Divulgação)


Com aulas e sessões de cinemas suspensas por causa da pandemia do novo coronavírus, se engana quem pensa que não há formas de aliar estudos e lazer. Neste sentido, listamos sete filmes que, além de grandes obras cinematográficas, podem contribuir com temas de relevância para quem quer ficar antenado e não perder tempo nos estudos.

Confira a lista e dicas:

1 - 1917, dirigido por Sam Mendes, 2019 (Universal Pictures) 
Na Primeira Guerra Mundial, dois soldados britânicos recebem ordens aparentemente impossíveis de cumprir. Em uma corrida contra o tempo, eles precisam atravessar o território inimigo e entregar uma mensagem que pode salvar 1600 de seus companheiros.

2 - Mandela: o caminho para a liberdade, dirigido por Justin Chadwick, 2013 (Sony Pictures)
Inspirado na autobiografia de Nelson Mandela, lançada em 1994, o filme retrata todo o percurso traçado pelo líder sul-africano a partir de seu próprio ponto de vista, desde a sua infância, vivendo em uma pequena aldeia rural, até a eleição democrática ao cargo de Presidente da República da África do Sul. Em uma luta constante pelo fim do apartheid no país, Mandela (Idris Elba) chegou a passar 27 anos em cárcere pelo que acreditava. 

3 - A lista de Schindler, dirigido por Steven Spielberg, 1993 (Universal Pictures)
A inusitada história de Oskar Schindler (Liam Neeson), um sujeito oportunista, sedutor, "armador", simpático, comerciante no mercado negro, mas, acima de tudo, um homem que se relacionava muito bem com o regime nazista, tanto que era membro do próprio Partido Nazista (o que não o impediu de ser preso algumas vezes, mas sempre o libertavam rapidamente, em razão dos seus contatos). No entanto, apesar dos seus defeitos, ele amava o ser humano e assim fez o impossível, a ponto de perder a sua fortuna mas conseguir salvar mais de mil judeus dos campos de concentração.

4 - Libertador, dirigido por Alberto Arvelo, 2014
Em mais de cem batalhas, lutou Simón Bolivar contra o imperialismo espanhol que estava instaurado na América do Sul. O venezuelano promoveu campanhas militares em um território duas vezes maiores do que Alexandre, O Grande fez.

5 - 12 anos de escravidão, dirigido por Steve McQueen (II), 2014 (Disney/Buena Vista)
1841. Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor) é um escravo liberto, que vive em paz ao lado da esposa e filhos. Um dia, após aceitar um trabalho que o leva a outra cidade, ele é sequestrado e acorrentado. Vendido como se fosse um escravo, Solomon precisa superar humilhações físicas e emocionais para sobreviver. Ao longo de doze anos ele passa por dois senhores, Ford (Benedict Cumberbatch) e Edwin Epps (Michael Fassbender), que, cada um à sua maneira, exploram seus serviços.

6 - Gandhi, dirigido por Richard Attenborough, 1983
África do Sul, 1893. Após ser expulso da 1ª classe de um trem, o jovem e idealista advogado indiano Mohandas Karamchand Gandhi (Ben Kingsley) inicia um processo de auto-avaliação da condição da Índia, que na época era uma colônia britânica, e seus súditos ao redor do planeta. Já na Índia, através de manifestações enérgicas, mas não-violentas, atraiu para si a atenção do mundo ao se colocar como líder espiritual de hindus e muçulmanos.

7 - Getúlio, dirigido por João Jardim, 2014
A intimidade de Getúlio Vargas (Tony Ramos), então presidente do Brasil, em seus 19 últimos dias de vida. Pressionado por uma crise política sem precedentes, em decorrência das acusações de que teria ordenado o atentado contra o jornalista Carlos Lacerda (Alexandre Borges), ele avalia os riscos existentes até tomar a decisão de se suicidar.

Mais do ACidade ON