Publicidade

lazerecultura

Filhos inspiram novo livro do escritor Tadeu Marcato

"O dia em que Dionísio tirou Apolo para dançar" está na 2ª fase de financiamento coletivo; livro deverá ser lançado em dezembro

| ACidadeON/Araraquara -

 

"O dia em que Dionísio tirou Apolo para dançar" é inspirado nos filhos do escritor araraquarense Tadeu Marcatto (Ilustração : Luciano Salles)
 

 Os diálogos entre os filhos Cauê e Raoni, de 4 e 6 anos, inspiraram o escritor e poeta araraquarense Tadeu Marcato no novo livro "O dia em que Dionísio tirou Apolo para dançar". 

O livro está em fase final de financiamento coletivo e mistura inspirações reais com a narrativa característica do escritor: a poesofia (poesia e filosofia).
"Ao preparar uma aula de estética na concepção do Nietsche, olhei e percebi que Cauê e Raoni eram Apolo e Dionísio, um mais centrado e racional, outro mais solto para a vida. É um livro que nasce da inspiração real, um livro para eles", comentou. 

Marcato costuma anotar as conversas e falas de seus filhos desde que eles têm um ano, e após um período tenso de isolamento na pandemia, decidiu que era a hora de mostrar mais leveza em sua prosa poética. 

"Eu anoto frases deles desde sempre, desde que eles têm um aninho, qualquer coisa que me chama atenção eu anoto, aí eu levo meu olhar poético para as falas deles. Nessa pandemia, eu escrevi dois livros, mas chegou uma hora que estava muito tenso e precisava de uma leveza," contou Marcato.
E conclui: "É a uma tentativa de achar essa coisa da filosofia dentro desse universo infantil". 

O reconhecido quadrinista e ilustrador de Araraquara, Luciano Salles, assina a capa do livro, que tem a produção de Tania Capel, edição de Henrique Pitt, e diagramação de Eleonora Ducerisier. 

"O livro conta com a capa do quadrinista Luciano Salles e o projeto já é realidade. Atendemos a primeira meta, e estamos na segunda fase. Pretendo entregar os livros ainda em dezembro", apontou o escritor. 

FINANCIAMENTO COLETIVO
Realizado de forma independente, "O dia em que Dionísio tirou Apolo para dançar", está na 2ª fase do financiamento coletivo e foca agora a distribuição dos livros em bibliotecas de escolas públicas. 

Há várias formas de recompensa ao aderir ao financiamento coletivo, com valores que variam de R$ 20 a R$ 1 mil. 

"No financiamento coletivo a pessoa pode escolher desde uma recompensa que é um poema exclusivo para ela ou comprar o livro e ajudar a bancar a distribuição em biblioteca pública", explicou. 

Segundo Marcatto, o livro já está com 80% da meta atingida. Para colaborar com o lançamento do livro, clique no link.  

SOBRE O AUTOR

A poesia e o saber são intrínsecos na vida de Tadeu Marcato, que trabalha como professor de filosofia e história na rede pública e municipal de Araraquara.

O escritor já lançou uma antologia poética com alunos da" Escola Estadual Angelina Lia Rofsen", resultando no "I Antologia Poética", em 2019. Além desses, o autor tem publicado os livros "Maiêutica Poética" ( 2015), "Descompasso" (2016) e "Descanso do caos" (2017), e foi tema do curta metragem "Convite à Poesofia", dirigida e roteirizada pelo fotógrafo araraquarense Michael Douglas. 

Mais notícias


Publicidade