Publicidade

lazerecultura

Prêmio André Braz está com inscrições abertas em Araraquara

Dez homens negros serão indicados para a premiação; inscrições vão até as 18 horas da próxima sexta-feira (13)

| ACidadeON/Araraquara -

 

Prêmio André Braz homenageia 10 homens negros , pretos e pardos que tenham se destacado no combate ao racismo em Araraquara (Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Dez homens negros, pretos e pardos de Araraquara serão indicados para o Prêmio André Braz, uma premiação que homenageia homens que tenham se destacado na defesa e na promoção da igualdade, da justiça social e da dignidade da pessoa humana, no combate ao racismo, às desigualdades raciais e sociais.

O prêmio tem como objetivo a valorização dos homenageados no contexto da cidadania. 

INSCRIÇÃO

Para inscrição, a sociedade araraquarense em geral autoridades, entidades, conselhos municipais, organizações da sociedade civil, comerciários e empresários deverão enviar as indicações contendo um breve currículo que justifique o motivo da homenagem até as 18 horas do próximo dia 13 de maio, sexta-feira, pelo e-mail aepir@araraquara.sp.gov.br.

A definição dos homenageados será feita mediante a escolha, pela maioria dos integrantes do Conselho Municipal de Combate à Discriminação e ao Racismo (COMCEDIR), bem como pelo mapeamento étnico social realizado pela Coordenadoria Executiva de Políticas Étnico-Raciais.

A cerimônia de entrega da Premiação será no dia 26 de maio, às 18h, no Teatro Wallace Valentim Leal Rodrigues.

O presidente de honra do prêmio é Pércio Damázio, antigo morador da Vila Xavier, que completou, no último dia 1º de maio, 94 anos de vida e completará 75 anos de matrimônio com Dona Ivone Damázio. 

Ele é aposentado da Companhia Paulista de Estrada de Ferro e sempre se dedicou ao esporte amador de Araraquara. Foi diretor e técnico do time de futebol da Atlética da Vila Xavier. 

A partir da década de 1970, Pércio incorporou às tradições atleticanas uma escola de samba que passou a fazer parte das manifestações carnavalescas da cidade de Araraquara, a ponto de ter seu nome colocado em um samba-enredo da agremiação, como justa homenagem pelo seu entusiasmo e disposição para defender a Atlética.

É reconhecido por todos do movimento social negro como um grande entusiasta e incentivador da cultura negra araraquarense.

SOBRE O HOMENAGEADO

André Luis Braz foi músico, mestre de bateria, e compartilhou sua experiência com as escolas de samba de Araraquara por mais de 20 anos. Foi fundador e idealizador da Associação dos Amigos Afrodescendentes de Araraquara e Região (ACAAAR), sempre com o objetivo de fortalecer os laços da comunidade negra, bem como valorizar a cultura afro.

Empenhou-se para que fossem incluídas no calendário oficial de eventos do município de Araraquara as festividades que envolvem a Comunidade do Samba ao Brilho da Luz de Vela, a Quarta Nobre, o Encontro Afrodescendente, em homenagem a "Zumbi dos Palmares", a Copa Zumbi dos Palmares e a disputa da Meia Maratona (21 km), a serem realizados na Semana da Consciência Negra, no mês de novembro de cada ano.

Não conseguiu ver todos os seus projetos realizados - vários estão em andamento - faleceu precocemente em 8 de março de 2015. Através de seus esforços dentro da comunidade e na sociedade araraquarense, desenvolvia um trabalho que foi referência para todos e deixou uma lacuna na luta pela igualdade racial.



Mais notícias


Publicidade