Aguarde...

Noticias

Vizinhança se une por 'Geladeira Comunitária' e Praça do Faveral mais segura

Cerca de 30 moradores se reuniram para debater como cobrar mais segurança para iniciativa que ajuda pessoas carentes

| ACidadeON/Araraquara

Tom Oliveira
Moradores foram à Praça do Faveral para cobrar mais segurança (Tom Oliveira/ACidadeOn Araraquara)

 

Os moradores do bairro Santa Angelina deram o seu recado. Foram à Praça do Faveral na manhã de domingo (19) para cobrar mais segurança no local e, assim, que haja do projeto Geladeira Comunitária, que desde janeiro serve alimentos para quem mora na rua ou não tem condições de comprar a própria comida.

VEJA MAIS FOTOS: Moradores vão à Praça do Faveral pedir mais segurança

A geladeira ficava em uma padaria bem em frente à praça, mas foi retirada pelo dono na quinta-feira (16) depois que dois moradores de rua que ajudavam a cuidar da área verde e se alimentavam por meio do projeto foram espancados por um grupo de vândalos.

Na reunião que contou com cerca de 30 pessoas, ficou decidida pela criação de um grupo que atuará e ajudará no transporte dos alimentos – muitos deles doados por restaurantes – até a geladeira comunitária.

Mais segurança
Eles também querem que o poder público dê maior manutenção na área verde ou que forneça autorizações para que a própria comunidade possa fazer a poda do mato alto. O dono de um quiosque no local se ofereceu até a utilizar seu sistema de segurança privado para instalar mais câmeras para vigiar a praça.

Edinan Dalle Piagge, proprietário da padaria onde ficava a geladeira, vê a mobilização da vizinhança como algo muito positivo e está esperançoso em poder colocar novamente a iniciativa para funcionar. “Se der tudo certo, espero que até quarta-feira a geladeira já esteja operando de novo”, anima-se.

Morador do Santa Angelina, o empresário Felipe Pestana, 32 anos, quer ajudar o projeto a continuar. “É uma ideia excelente. Foi muito ruim quando tiraram. Precisa existir um grupo de pessoas do bem que ajude uma minoria necessitada”, comenta.

Mobilização
A mobilização nas redes sociais após reportagens publicadas pelo AcidadeOn Araraquara foi grande a ponto de moradores de outros bairros comparecerem na reunião e se comprometessem a ajudar. Rodrigo Barbosa Ribeiro, de 26 anos, vai utilizar a Tribuna Popular da Câmara de Araraquara na próxima terça-feira e pretende abordar esse tema. “Embora não more aqui, me identifico com o problema. Isso vem de encontro com o modelo de serviço social que dá certo: o tomar uma iniciativa sem depender somente do poder público”, opina.

ACidade ON - Araraquara
A balconista Elza Dias mostra os alimentos deixados na geladeira (Amanda Rocha/ACidadeONAraraquara)

 

Problemas foram ouvidos
Mesmo com o pedido da vizinhança nas redes sociais pela presença de autoridades na reunião, apenas o vereador Lucas Grecco compareceu e ouviu as reclamações. O edil se predispôs a colaborar e levar o problema ao prefeito Edinho Silva, à Guarda Municipal e à Polícia Militar para encontrar uma forma de dar mais segurança à praça e ao projeto da geladeira comunitária.

“A população tem um compromisso sério de ajudar na manutenção da praça. Estarei encaminhando as demandas ao legislativo e ao executivo. A iniciativa é boa. Tenho certeza de que dando certo, outras praças da cidade podem adotar projeto semelhante”, acredita o vereador.
 

Mais do ACidade ON