Aguarde...
30/12/2020

Garoto com câncer realiza sonho de conhecer o mar

"Está sendo maravilhoso ver a reação dele. Era tudo o que ele queria estar aqui neste momento junto com a família. A felicidade dele é imensa de aproveitar o mar. E o sentimento dele é o nosso".

O relato é de Josiane Aparecida Leite de Souza, tia de Eduardo Leite Magalhães, de 12 anos, que luta contra neuroblastoma - câncer geralmente encontrado em glândulas acima dos rins -, e realizou neste fim de ano o sonho de conhecer a praia e o mar.

Mas, além realizar o desejo de Eduardo em conhecer o litoral, em Praia Grande, a família do adolescente tem mais motivos para comemorar. É que uma ação solidária mobilizou a cidade para angariar recursos e contribuir com custos de alimentação e hospedagem durante o tratamento de quimioterapia, realizado em Barretos, a 157 quilômetros de Araraquara.

Durante a ação, diferentes pessoas se mobilizaram e o resultado foi a venda de 600 pizzas e arrecadação de R$ 8,8 mil que vão ajudar a melhorar as condições do tratamento. Além disso, toda a hospedagem do adolescente será paga por um doador.

"A campanha foi um sucesso foram vendidas 600 pizzas e o valor arrecadado já foi revertido para que o Eduardo tenha uma qualidade de vida melhor. Só temos a agradecer a todos que ajudaram de alguma forma. Hoje o que resume no sentimento é gratidão", relata Josi.

PRA RELEMBRAR
Eduardo foi diagnosticado com câncer aos 9 anos. De lá para cá fez quimioterapia e transplante de medula óssea. Após três anos, a doença voltou mais agressiva. Agora, segundo relato dos familiares, o tratamento é apenas com quimioterapia e mais forte.

Ao todo, o adolescente faz cinco dias de quimioterapia, com 21 de descanso e atualmente, durante o tratamento, vai para Barretos e volta para Araraquara com transporte da Prefeitura, o que ajuda a família a economizar.

Porém, o objetivo era conseguir manter Eduardo a semana toda de tratamento em um local próximo do hospital, o que pode contribuir com uma recuperação mais rápida e menos dolorida, porém, mais custosa.

Uma campanha solidária mobilizou a cidade para auxiliar o adolescente durante suas sessões de quimioterapia, uma vez que por causa do tratamento, Eduardo necessita de alimentação regrada e sem conservantes, com ingestão de frutas e legumes. Como a família não podia bancar, amigos se uniram para contribuir. E deu certo.

Comentários