ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

Política

Faro Fino: Edinho dá 'olé' e diz que venda da Atlética e Estrela 'seguiu processo democrático'

Coluna acompanha os bastidores da política em Araraquara

| ACidadeON/Araraquara

Campo da Atlética Ferroviária deve receber a liberação da Câmara para ser vendido (Willian Oliveira/ACidadeON)
Olé, Olé!
Se você tinha marcado uma partida de futebol para o campo da Atlética Ferroviária, na Vila Xavier, pode começar a procurar outro campo para disputar o rachão. É que novamente a base governista deu um olé na oposição e essa área esportiva tão tradicional deve realmente deixar de existir. Sem alarde, a Prefeitura de Araraquara articulou com seus titulares na Câmara dos Vereadores e conseguiu colocar o projeto para ser votado hoje, sem torcida, e em sessão extraordinária, haja vista que os parlamentares estão no recesso de meio de ano.

Uniformizados
E a base de atacantes petista na Câmara e seus aliados na zaga contra os avanços da oposição do MDB estão convencidos que a venda da área é interessante. A Sessão é hoje, às 16 horas. Recentemente, em entrevista ao Jornal Regional, uma coprodução entre o ACidadeON e Jovem Pan, o secretário de esportes, Everson Inforsato, o Dicão, admitiu que existe empresário interessado na área de 14 mil metros quadrados com uma bela vista para o Centro. O valor estimado seria de R$ 3 milhões. A Prefeitura, no entanto, não fala o quanto o espaço poderia valorizar com a futura retirada dos trilhos. Veja fotos da Atlética

Justificativa
Em nota enviada ao ACidadeON, o prefeito Edinho Silva afirma ter ouvido todos os clubes e entidades do futebol amador. "Só demos prosseguimento aos projetos após ouvir os envolvidos. Processo construído democraticamente". E fala que será cedida outra área para a Atlética em outro local da cidade. Portanto a Atlética continuará existindo. Mas, não diz onde, nem se precisará de investimento e como alteraria a movimentação dos atletas amadores. Para o chefe do Executivo, que já foi um boleiro no passado e deve ter disputado muita pelada na Atlética, "Todos os clubes e ligas concordam que será melhor para o funcionamento do futebol amador a proposta feita pela Prefeitura".

Abre aspas
"Com os recursos da possível venda da Atlética, serão reformados 6 campos para a utilização do futebol amador, além da reforma do Botânico e novos investimentos no Pinheirinho, inclusive, iluminação de um campo para que haja jogos à noite, em mais espaço público, hoje só o Botânico é iluminado", afirma Edinho destacando que os campos que serão reformados serão indicados pelos clubes e ligas. Essa escolha nem começou e já promete um embate entre os bairros. Vale lembrar que nem todos têm associações organizadas. E como o nome diz: o futebol é amador. E sua gestão, na maioria das vezes, também.
 
Vai repassar
A mesma nota enviada pelo prefeito Edinho Silva informa que após a reforma os campos serão cedidos por 20 anos para a gestão dos times legalmente reconhecidos de cada região. "Dando autonomia de gestão de cada espaço aos clubes dos bairros, fortalecendo de forma estrutural o futebol amador da cidade, que está passando por muitas dificuldades". O projeto de lei não informa quais seriam esses clubes e como os times fariam para reunir recursos para manter o básico, ou seja, a grama verdinha e aparada. Quem já jogou bola sabe: é difícil comprar uma bola nova, uma rede, imagina cuidar de um campo.
 

Clube Estrela
No Pacotão de venda está ainda a transferência da área do Clube Estrela para o Departamento de Água e Esgoto (DAAE). A área de 16 mil metros quadrados está avaliada em pouco mais de R$ 6,7 milhões. A autarquia, que recentemente vem reclamando de falta de dinheiro, agora, arrumou verba para a ampliação de sua estrutura. Será mesmo preciso? O tempo dirá. Nesta mudança quem perderia espaço são os idosos e atletas da terceira idade que vem usando o Clube Estrela. Apesar de que existiria o compromisso do Daae que nenhuma estrutura será alterada no Estrela sem que haja semelhante viabilizada pela prefeitura.

Outro lado
O prefeito Edinho diz ter conversado com um grupo de idosos que classificam como melhor para eles as adequações que serão feitas no complexo da Ferroviária para receber os vocôs e vovós. Lá, segundo a Prefeitura, será feito o trabalho de aquecimento e adequação de duas piscinas para hidroginástica, reforma e melhorias das quadras de tênis, construção de mais uma quadra de areia, cobertura da quadra para vôlei da Praça Scalamandre Sobrinho, além da cobertura da quadra de malha da Pista de Atletismo.

Mais uma obra
Edinho prometeu ainda adequar o pavilhão do CEAR (eterno Pavilhão da Facira) para ser o Centro de Referência dos Idosos, atendendo às demandas do Orçamento Participativo. Para Edinho, os avanços são inegáveis, por isso os idosos concordam. "Muitos foram contra a venda do antigo estádio municipal. A administração na época foi muito atacada. Mas muito atacada mesmo, mas se aquela medida não fosse tomada, e os recursos não fossem utilizados para investir na Fonte Luminosa, na compra do local, hoje, não teríamos a Arena da Fonte".

E tem mais
E o prefeito vai além: "Por coincidência muitos que hoje atacam a atual proposta da Prefeitura, são os mesmos que foram contra a venda do antigo estádio municipal (comprado no passado pelo Clube Araraquarense), e hoje reverenciam o fato de Araraquara ter um das arenas mais modernas do país. Vale lembrar que com o dinheiro da venda do antigo Estadio Municipal foi construído o campo do Botânico, que, segundo os boleiros ouvidos pelo ACidadeON, tem grama mais parecida com pasto do que com arena de esporte. Como diz por ai: siga la pelota.  




Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook