Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

Política

Farofino: Câmara tem pauta light, 15 requerimentos e bastidor quente

Vereadores esfriaram discussões em torno de temas polêmicos; abertura de créditos e inclusão no calendário oficial de eventos foram aprovados

| ACidadeON/Araraquara

Clima esquentou entre os parlamentares que pretendiam falar e não puderam aproveitar o Pequeno Expediente (Walter Strozzi)

Câmara paz e amor...
Com uma Ordem do Dia light, tendo apenas quatro projetos de abertura de créditos no orçamento, duas inclusões no Calendário de Eventos do Município, além de dois projetos da Prefeitura - sendo um organizando o Fundo Municipal de Trânsito (Fumtran) e outro autorizando reclassificação de despesas por orientação do Ministério Público os vereadores fizeram a primeira sessão deste ano que não adentrou as horas iniciais do dia seguinte. A sensação era de uma Câmara paz e amor, porém, não foi bem isso o que ocorreu. 

Pero no mucho
A temperatura no Legislativo de Araraquara subiu pela primeira vez por causa de um pedido da vereadora Thainara Faria (PT) para a inversão de pauta a ação fez com que ao fim do encontro semanal não houvesse discussão no Pequeno Expediente, o que revoltou a bancada tucana e garantiu que a sessão fosse encerrada às 23h08 por falta de quórum. O vereador Rafael de Angeli (PSDB) era o mais revoltado com a situação por não usar o tempo para falar das ações de seu mandato e chegou a usar o tempo de justificativa para manifestar sua posição, sendo advertido pelo presidente Tenente Santana (MDB) e os vereadores da oposição (parecia mercado de peixe). 

Requerimentos
O outro ponto que teve discussão dos parlamentares foram os requerimentos, quinze no total. Somente o PSDB - entre vereadores e bancada -, apresentou dez delas e as demais tiveram autoria de Elias Chediek (MDB), Zé Luiz (PPS), Lucas Grecco (PSB), Édio Lopes (PT) e Roger Mendes (PP). Cópias de contratos dos imóveis locados pelo município, reforma do Teatro Municipal, cartazes fixados no centro da cidade com propaganda político-partidária, término das obras da ponte do assentamento Monte Alegre, terreno abandonado no Jardim Europa, transporte escolar, planejamento para nova atualização da Planta Genérica de Valores (PGV), reabertura do Posto Policial no Vale do Sol, concurso público, valores arrecadados com multas de Área Azul e informações sobre imóveis fechados foram os temas abordados nos pedidos dos vereadores. 

Créditos
A Prefeitura foi autorizada pelos vereadores a abrir créditos no orçamento no valor total de R$ 11,2 milhões, sendo R$ 326 mil para contratação de empresa para reformar e ampliar o Centro de Educação e Recreação "José Pizani", R$ 185 mil para locação de computadores, impressoras e demais equipamentos para o Polo da Univesp no município, R$ 952 mil para despesas com transporte para hemodiálise e fisioterapia, R$ 139 mil para despesas com auxílio-alimentação dos servidores do pedágio municipal, além da reclassificação de despesa a pedido do MP. 

Ficou pistola
As 22h48, o presidente da Câmara, Tenente Santana iniciou o Pequeno Expediente e pouco a pouco os vereadores foram deixando o plenário, restando somente a bancada do MDB e PSDB ou seja, 8 parlamentares. Com isso, uma chamada regimental foi feita e constatado que não havia quórum para prosseguir com a sessão. Diante disso, houve uma suspensão por 15 minutos e depois uma nova chamada permaneceram os mesmos na Casa de Leis. Tanto José Carlos Porsani quanto Elton Negrini, ambos do PSDB, ficaram pistola e pediram o registro em ata do "sumiço" dos pares no meio dos trabalhos. Vale ressaltar que para a sessão acontecer é necessária a presença de ao menos dez vereadores em plenário. Caso não tenha este número, o encontro é cancelado. 

Serpentário
No serpentário, ao fim da sessão por quórum, o que circulou é de que houve uma combinação entre os parlamentares para boicotar as falas do Pequeno Expediente. Um dos presentes deixou escapar que o acordo informal valeria para todas as sessões que tivessem mais de dez requerimentos apresentados. Fora dos microfones e ainda no serpentário, uma das leituras feitas dava conta de que a ansiedade dos vereadores em deixar o encontro semanal era para acompanhar a nova eliminação do Big Brother Brasil (BBB), que coincidência ou não, aconteceu minutos depois que os parlamentares deixaram o plenário. Fica a dúvida de se a visão do serpentário procede ou não. 

Calendário de eventos
Os emedebistas Gerson da Farmácia e Elias Chediek apresentaram inclusões no Calendário Oficial de Eventos do Município de Araraquara. Respectivamente, a primeira proposta inclui a campanha de prevenção e diagnósticos do câncer de pele, denominado "Dezembro Laranja". Já a segunda inclui o "Dia Municipal da Caridade", que deverá ser comemorado anualmente no dia 19 de julho. Ambas as propostas foram aprovadas e seguem para o prefeito Edinho Silva (PT) sancionar.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook