Aguarde...

Política

Vereadores defendem reabertura de igrejas em Araraquara

Lucas Grecco (PSL) e Pastor Hugo (Republicanos) usaram o Pequeno Expediente, desta quinta-feira (25), para chamar atenção para o tema

| ACidadeON/Araraquara

Lucas Grecco (PSL) e pastor Hugo (Republicanos) defenderam reabertura das igrejas em Araraquara (Foto: Divulgação)
 

Os vereadores Lucas Grecco (PSL) e pastor Hugo (Republicanos) defenderam durante a sessão da Câmara, desta quinta-feira (25), a reabertura de igrejas e templos religiosos em Araraquara. 

O primeiro a usar o tempo de fala do Pequeno Expediente e tratar o tema foi Lucas Grecco. Membro da Assembleia de Deus, o parlamentar defendeu o caráter social da igreja. 

"Tem pessoas que tentam até se suicidar e às vezes procuram um padre ou pastor em busca de conselho e as igrejas com as portas fechadas". 

"É inadmissível que isso esteja acontecendo, principalmente na nossa cidade, pois vivemos em um País laico, com liberdade de expressão religiosa. A igreja não pode ficar com as portas lacradas, tem que ter o livre acesso das pessoas que precisam de um conselho espiritual e até mesmo material", completa. 

Depois foi a vez de Pastor Hugo defender o tema. Ligado a Igreja Universal do Reino de Deus, o vereador defende que os templos religiosos devem ser considerados como serviços essenciais. 

"As pessoas nos procuram desesperadas. Existem pessoas passando fome. Mas não podemos atender a necessidade por estarmos com as portas fechadas. É essencial sim. Não falo só em nome da igreja evangélica, mas católica, independente do seu segmento. Resolve um problema, mas causa outro", defende. 

Hugo afirma que as igrejas podem oferecer apoio físico e emocional para as pessoas em um momento delicado como o da pandemia da covid-19. 

"As portas precisam ficar abertas para atender as necessidades das pessoas que estão com problemas na família, que por causa desse isolamento criam problema dentro de suas próprias casas. Precisamos atender esses dois lados, tanto físico, como espiritual", ressalta. 

LOCKDOWN TOTAL
Desde as 12 horas do último domingo (21), Araraquara está em lockdown total, onde há restrição de circulação de pessoas por causa do aumento de casos e mortes por covid-19. 

Segundo o boletim do Comitê de Contingência do Coronavírus, nesta quinta-feira (25) são 1.318 pessoas em isolamento social na cidade. 247 pessoas estão internadas. 

A taxa de internação, entre hospitais públicos e privados, é de 100% para leitos de enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ao todo, 192 pessoas morreram por covid-19 na cidade.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON