Publicidade

politica

Requerimento amplia pauta da CEI da Covid em Araraquara

Oito vereadores, entre oposição e independentes, assinam documento protocolado na última terça (13)

| ACidadeON/Araraquara -

Câmara Municipal Araraquara vai ampliar pauta da CEI que investigará gastos com a pandemia da covid-19
 

Oito vereadores protocolaram, nesta terça-feira (13), um requerimento na Câmara solicitando a ampliação do que será investigado pela Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Covid, em Araraquara. 

O documento é assinado por Marcos Garrido, Carlão do Joia e Marchese da Rádio, que compõe a bancada do Patriota, Rafael de Angeli e João Clemente, do PSDB, além dos vereadores Lucas Grecco (PSL), Lineu Carlos de Assis (Podemos) e Luna Meyer (PDT). 

O requerimento solicita que a investigação contemple todos os contratos e procedimentos firmados pela Prefeitura ou secretarias durante o período de enfrentamento da pandemia da covid-19. O documento também pede ampliação no prazo de vigência da CEI de 60 para 90 dias por causa da ampliação do que será investigado.  

 

LEIA TAMBÉM 

CEI para investigar gastos com pandemia é protocolada na Câmara 

'Avalio com tranquilidade', diz Honain sobre abertura de CEI

A demanda dos vereadores menciona ainda a necessidade de analisar repasses recebidos por outros entes, como governos Estadual e Federal, além dos cofres municipais e sua aplicação no enfrentamento da doença. A justificativa do grupo é que desta forma a CEI não será "inócua". 

O ACidade ON procurou o líder do Patriota, Marcos Garrido para comentar o protocolo, porém, até o fechamento da reportagem não teve sucesso. Apesar disso, o tema havia sido antecipado por ele na última segunda-feira (12) (Clique e relembre). 

Procurado, o presidente da Câmara, Aluísio Braz, o Boi (MDB), explica que a CEI é uma realidade e ressalta que os líderes das bancadas foram comunicados para manifestar interesse em compor o grupo que vai investigar os gastos com a pandemia. 

"A CEI é fato e vai começar a funcionar depois de toda imunização da cidade. Passei um e-mail para os líderes de bancada indicar nomes para compor a CEI, que serão seis pessoas. Pela proporcionalidade terá um do PT, Patriota, PSDB, MDB e depois dois dos partidos que tem somente um vereador", explica. 

"Todo documento, não só bancada ou vereadores, não precisa mais de um número de assinaturas, basta um vereador para incluir qualquer tema envolvendo a Saúde para encaminhar para a comissão analisar em conjunto. Tanto agora ou quando a CEI tiver em andamento", completa. 

O presidente finaliza ressaltando que qualquer fato novo que surgir "pode ser enviado para a comissão analisar o objeto e tomar os encaminhamentos, seja marcando depoimentos, buscando documentos, em suma, não há nada fechado, a CEI é aberta".

Mais notícias


Publicidade